Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Desejo Concedido" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sábado, 11 de julho de 2015
Autora: Emma Chase
Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 224
Editor: TopSeller
ISBN: 9789898800640

Sinopse:
Ele é sedutor e um apaixonado pela vida.
Ela é sensual e determinada.
Nenhum dos dois quer assumir um compromisso.
Mas estarão os seus destinos enlaçados?

Matthew Fisher é um banqueiro bem-sucedido, posição que lhe permite desfrutar dos prazeres materiais e morar num apartamento com vista para o Central Park. Matt sempre foi um sedutor e um mulherengo incorrigível. Ele admite que, enquanto não encontrar a «mulher certa», se vai divertindo com todas as «mulheres erradas». Apesar disso, ele quer assentar.
Delores Warren é uma mulher diferente. O seu trabalho como engenheira espacial não a impede de ser sensual, extravagante e espontânea. Dee (como é conhecida) é decidida, principalmente no que respeita aos homens. Por ter vivido uma sucessão de relações que correram mal, resolve desistir dos compromissos sérios e aproveitar apenas os encontros casuais pelas noites de Nova Iorque.
Quando se conhecem, Matt acredita que encontrou finalmente a pessoa certa. Conseguirá ele fazê-la mudar de ideias e levá-la a aceitar um relacionamento sério?


Opinião:
Esta é uma coleção bem engraçada da autora Emma Chase. Uma coleção cujo primeiro livro causou furor por ser um romance, escrito do ponto de vista masculino. Mas não de qualquer ponto de vista. Do ponto de vista de um verdadeiro mulherengo, Drew, que acha que as mulheres apenas existem para casos de uma noite. Pela sua leitura vimos lentamente como este começa a apaixonar-se e um longo período de negação, em que está decidido a comprovar que não ama aquela estranha mulher. O segundo livro ficou, pelo menos para mim, aquém das expectativas, mas sendo este novo título de novo do ponto de vista masculino não resisti a pegar-lhe.

Matthew é também ele um mulherengo. As suas melhores noites são quando decide sair com o amigo Drew. Juntos vão aos bares mais in no momento, nos seus melhores carros e com as suas melhores roupas, e rapidamente arranjam alguém com quem se divertir uma noite. Sem compromisso, apenas diversão e uma noite bem passada. Numa altura em que Drew anda em "guerra" com Katherine, a nova trabalhadora no escritório, alguém que chega ao nível dele e que por vezes até o ultrapassa no trabalho, Matthew acaba por ser apresentado a Dolores, a melhor amiga de Katherine.

Dolores é daquelas mulheres da noite de salto altíssimo, pernas que não acabam, mini saia curtíssima e um peito que deixa os homens a sonhar. Mas ela não é apenas corpo. Gosta de se divertir e adora ver a expressão dos homens ao olhar para ela nos bares, mas durante o dia trabalha como engenheira química numa grande empresa, alguém muitíssimo inteligente e com um excelente trabalho. Em Matthew encontra alguém diferente. Apesar de inicialmente ser algo de apenas uma noite, Matthew acaba por adorar Dolores e por tentar a todo o custo que o sentimento seja recíproco.

Gostei mais deste livro do que do anterior. Talvez por o livro anterior ter tido demasiado drama e confusão, o que até é engraçado de pensar, visto ter sido o único da autora até agora que li do ponto de vista feminino. Quando a autora escreve do ponto de visto de algum homem adiciona mais ironia, aquele sentimento de "que raio me está a acontecer, não consigo de pensar naquela mulher", mas este pensamento é descrito de uma forma muitíssimo engraçada, e que deixa um sorriso nos lábios do leitor.

Matthew apesar de pertencer ao grupo de Drew (do primeiro livro), acaba por ser mais sensato e por aceitar melhor os seus sentimentos do que o amigo. Começa a compreender que sente algo por aquela estranha mulher e não tenta lutar em demasia com os seus sentimentos, antes pelo contrário, decide atirar-se de cabeça e tentar ver a situação do ponto de vista de Dolores, o que me agradou. É um homem talvez mais real do que Drew, afinal este era o máximo da irónica contra mulherengos. Matthew chora, ama Dolores e tenta tê-la. Desde o início sabe que aquela mulher lhe consegue dar a volta e desde logo anda atrás dela para tentar algo mais.

Dolores por seu lado é uma mulher decidida e com opiniões fortes, mas que no fórum pessoal acaba por ter receio de avançar e os namorados horríveis que tivera no passado não são memórias que a ajudem a ultrapassar o medo de estar apenas a ser usada. Apesar de ser insegura quando nos referimos a relações pessoais, não é "maníaca", ou seja, não tenta pôr mil e um entraves da relação e até tenta, com o apoio de Matthew, começar algo com ele.

Foi um livro que gostei imenso e diverti-me muito durante a sua leitura. Uma leitura irónica que dá para largar imensas gargalhada e passar um excelente bocado!

0 devaneios :