Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Guarda-me para Sempre" de Brigid Kemmerer

Passatempo

Passatempo
Até 22 de Julho!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sexta-feira, 27 de julho de 2018
Autora: Julie Johnson
ISBN: 9789897419652
Edição ou reimpressão: 07-2018
Editor: Quinta Essência
Páginas: 248

Sinopse:
Assim que o vi, no terminal do aeroporto, soube que era um cretino. Percebi logo que são homens como ele que os pais temem. Arrogantes, maldispostos, mas… de cair para o lado!
Felizmente, não teria de o voltar a ver… ou, pelo menos, foi isso que pensei. 
Não podia prever que o avião ia cair.
Não podia saber que seríamos os únicos sobreviventes. 
Nunca me passou pela cabeça que, um dia, seria ele o meu porto de abrigo.
É que a vida na ilha é uma luta constante. Para sobreviver, mas também para não ceder à tentação. Sei que é errado desejá-lo, por todos os motivos e mais algum. Mas o tempo vai passando, e a carne é fraca…
Eu, a jovem e inexperiente Violet Anderson. e ele, o famoso fotógrafo Beck Underwood.
Se não aparecer alguém para nos salvar em breve, receio que irei mergulhar nele… e morrer afogada…


Opinião:
Que capa fofinha! Adoro as cores, lembram mesmo a praia, a paz das férias e do verão. De uma forma extremamente romântica, verdade seja dita. Uma capa demasiado cor de rosa e romântica para o que realmente se passa neste livro...

Violet arranjou um trabalho antes de ir para a faculdade, a tomar conta das filhas de uma família rica. E o melhor de tudo é que nesse trabalho, para além de ser pago, vai com eles de férias para um destino paradisíaco, estando todas essas despesas cobertas!! Não podia estar mais feliz com a sorte que lhe calhara!

Já Beck é um fotógrafo extremamente famoso que vai para essa zona paradisíaca para se inspirar e fazer a sua arte. Mas quem diria que um fotógrafo que tira foto tão belas e sonhadoras podia ser tão mal disposto? Desde o início que goza e teima em picar Violet e esta desde que tal começa apenas pensa que o melhor a fazer é ignorá-lo e aproveitar aquela oportunidade ao máximo.

Mas tudo o que é bom dura pouco e quando um desastroso acidente do avião em que iam mata todos menos Beck, Violet e um dos empregados de bordo, tudo muda. Têm assim que se aguentar uns aos outros, mesmo tendo personalidades tão diferentes pois essa é a única forma de sobreviverem àquele inferno e de voltarem para casa, confiando uns nos outros e ajudando-se ao máximo.

Foi um livro "soft", apesar de tratar de um assunto sério e com cenas fortes de sobrevivência, algo que pela capa nunca julguei que se fosse falar na narrativa. Gostei do desenvolvimento entre Violeta e Beck, demonstrou um romance que foi acontecendo aos poucos e não algo imediato, o que muitas vezes é o que acontece em livros desde género. Tivemos um grande crescimento nas personagens, espcialmente em Violet. Notou-se como esta cresceu, como aprendeu a sobreviver e o quão determinada era para conseguir avançar em frente uma ilha no meio do nada.

Uma narrativa que li de um só folego, que gostei e que me fazia querer sempre saber mais, como iriam reagir, o que iriam fazer, como o iriam fazer. Uma história que gostei e que recomendo, apesar de informar desde já que a capa (que mais uma fez repito que é lindíssima) faz com que a história pareça mais cor de rosa do que realmente é. Recomendo.

0 devaneios :