Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"O Dia em que Perdemos a Cabeça" de Javier Castillo

Passatempo

Passatempo
Até 28 de fevereiro!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sexta-feira, 26 de outubro de 2018
Autora: Vi Keeland
ISBN: 9789898917287
Edição ou reimpressão: 10-2018
Editor: TopSeller
Páginas: 336

Sinopse:
O que dizer de Drew Jagger?
É presunçoso, egocêntrico e arrogante…
Eu estava bastante satisfeita com o meu novo consultório, que arrendei em pleno centro da cidade, até que o Drew apareceu. Foi uma confusão! Pensei que ele era um assaltante e tentei atacá-lo, até que ele, calmamente, me esclareceu: eu é que estava no escritório dele. Ou seja, descobri que tinha sido enganada.
O Drew achou piada à situação e à minha ingenuidade (assim como a outros dos meus… atributos), e propôs um acordo irrecusável: partilharmos o espaço até eu encontrar um novo, e em troca eu atenderia os telefonemas dele. Nem parece mau, pois não?
O problema é que juntos somos a receita ideal para o desastre. O Drew é advogado especialista em divórcios - cínico, convencido e estupidamente sexy -, e eu sou conselheira matrimonial, interessada em salvar os casamentos que ele quer ajudar a desfazer. As discussões entre nós são tórridas e as diferenças mais do que óbvias. A única coisa que nos une é o espaço que partilhamos… E uma atração cada vez mais louca e incontrolável. ... mas confesso: não consigo deixar de pensar em como será beijar aqueles lábios tentadores!


Opinião:
Depois de determinados livros preciso sempre de algo que eu saiba que vou gostar. Algo que me prende e que leio sem querer parar, algo que digo desde já que aconteceu com este livro. Li-o de uma só vez e tenho a dizer que adormeci tardíssimo porque queria saber como ia acabar. Esta é uma coleção da autora Vi Kelland que inicialmente demorei a começar porque as capas me remetiam para algo muito caliente, algo que nos últimos meses não me tem apetecido ler. Mas depois de tantas críticas excelentes e imensas recomendações li "O Boss", o primeiro livro desta coleção e adorei! Não tem assim tantas cenas sensuais quanto parece pela capa, as personagens são bem desenvolvidas e as histórias cativam-me imenso.

Emerie saiu da sua "terrinha" para ir para Nova Iorque para apostar no seu negócio como terapeuta de casais. Tudo parece perfeito, arranja um escritório lindo e mesmo no centro a um preço excelente, já tem a mobília encomendada, tudo planeado... até que lhe entra um homem alto, lindíssimo e com ar que facilmente a esmaga se quiser no seu escritório. Ou pensava ela que era seu, pois esse homem, Drew, de imediato lhe explica que fora enganada e que aquele era o SEU escritório e que ele apenas estivera fora umas semanas.

Drew acha de imediato graça àquela pequena rapariga que notava-se que nunca se vira numa cidade tão louca como aquela e com pena dela faz algo que nem parecia ser atitude sua... Oferece-se para a deixar ficar ali algum tempo, de forma a esta recuperar algum dinheiro, pois ficara totalmente na "pobreza" depois de ter dado todo o seu dinheiro para o suposto aluguer daquele escritório. É assim que Emerie fica numa das divisões do escritório de Drew ao mesmo tempo que o ajuda a atender telefonemas e a organizar-lhe a agenda. Algo que parece muito inocente a início, mas que acaba por ser o início de uma grande amizade e de um carinho especial entre os dois, que se torna em algo mais.

Gostei imenso deste livro! A autora consegue criar romances sexys ao mesmo tempo que cria uma relação entre as personagens, que as desenvolve e faz crescer um romance entre elas de forma casual, sincera e com sentido. Drew é um advogado de divórcios, o oposto de Emerie que é uma terapeuta de casais, mas é esta diferença que os faz darem-se tão bem, nascendo assim um romance puro, uma relação que não surge do nada, algo que por norma é o que me faz confusão neste tipo de romances.

Emerie apesar de parecer frágil é respondona, sabe o que quer e trabalha para isso, tendo o seu lado doce e sincero que Drew adora. Já Drew tem o físico de um modelo, parecendo muito sério, mas acaba por, através de pequenos gestos, demonstrar o quando gosta de Emerie, o cuidado que tem com ela e percebemos por esses mesmos gestos como a quer proteger e cuidar dela (o que cá para nós achei super querido).

Foi um livro que adorei e cada vez gosto mais desta autora! Recomendo sem reservas, leiam e prometo que vão gostar!

0 devaneios :