Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Prometes Amar-me?" de Monica Murphy

Passatempo

Passatempo
Até 23 de Julho

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011
Autora: Laura Lee Guhrke
Edição/reimpressão: 2010
Páginas: 312
Editor: Livros d'Hoje
ISBN: 9789722041126
Colecção: Ficção histórica

Sinopse:
Londres, 1833. Quando numa noite Lady Viola conheceu o galante visconde John Hammond foi amor à primeira vista. Vendo-se repentinamente envolvida numa relação séria, só se apercebeu da chocante verdade após o casamento: o seu amado John nunca tinha gostado dela verdadeiramente, casando com ela apenas pela sua fortuna... e o pior, é que ele não via nada de errado nisso. Desolada, Viola jurou nunca mais permitir que o canalha que a tinha enganado se voltasse a deitar com ela. John, na verdade, nunca teve a intenção de ferir a bela e determinada mulher que se tornou numa estranha para ele. Agora, depois de anos de um casamento faz de conta, ele precisa de um herdeiro, e vê-se confrontado com um intrigante e atraente desafio: ter de seduzir a sua própria mulher. Ele tem de convencer Viola a regressar ao seu leito matrimonial, mas desta vez pode ser ele o único a perder o coração.


Opinião:
Após ler o outro livro desta autora "Prazeres Proibidos", tive de ir imediatamente ler este livrinho.

Desta vez temos como personagem principal Viola, irmã do Duque de Tremore, uma mulher de uma beleza inimaginável, que casou com quem ela pensava ser o amor da vida dela... até descobrir a sua traição! Viola é uma mulher decidida, lutadora e com um grande orgulho que quando descobre que o marido antes de se casar com ela, dizia-lhe que a amava enquanto que tinha uma amante, sai da cama deste e durante um tempo decide que têm de ficar em quartos separados. Até que passado quase um mês, o marido sai de casa sem mais nem menos, começando os diversos burburinhos sobre os seus casos e amantes.

Passam anos e anos assim. Embora casados, tinham vidas separadas, até que o primo de John, marido de Viola, morre de repente, sendo assim necessário um herdeiro. John decide assim ir ao encontro de Viola, pedindo-lhe que se volte a deitar com ele, para terem um herdeiro. Magoada por a querer simplesmente para esse propósito, Viola recusa, embora John, que não se pode dar ao luxo de receber um não, se mantenha firme a te-la de volta. Mas com o tempo John viu o que perdeu e vemos que afinal ele não era assim tão insessível quando aparentava, vendo como ele se recorda dos bons tempos que passara com Viola e o pesar que tem de ser uma das causas para ela estar tão diferente.

Também gostei muito deste livro da autora. Embora ache que em relação ao primeiro este tenha personagens mais aprofundadas, mas ricas e decididas, houve algo que no primeiro livro me puxou mais a lê-lo, provavelmente porque fez-me "impressão" a justificação de John para ter ido procurar amantes. Sim, embora possa ser uma justificação minimamente plausível, para mim não funcionava e tendo noção do carácter de Viola, também não devia ter funcionado para ela. Mas tirando isso é um livro muito bom, que nos mostra outros tempos, uns em que o divórcio era algo impensável e que o importante era a imagem passada para fora.

Uma leitura agradável que só me fez querer ler o próximo livro que saia desta autora!!

0 devaneios :