Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Eu Fosse Tua" de Meredith Russo

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

domingo, 23 de janeiro de 2011
Autora: Yolanda Scheuber
Edição/reimpressão: 2010
Páginas: 496
Editor: Livros d'Hoje
ISBN: 9789722041607
Colecção: Ficção histórica

Sinopse:
Talavera de la Reina (Espanha), 1558. Leonor de Habsburgo está a morrer. De nada servem a opulência e o esplendor que a rodeiam. A sua vida ficou marcada por um dever maior do que os seus desejos, o amor ou a felicidade. Um dever imposto pelo seu irmão Carlos V, que a conduziu à condição mais elevada a que uma mulher podia aspirar, mas que a afastou dos seus entes mais queridos.
Destinada a fazer hastear a divisa dos Habsburgo, foi primeiro rainha de Portugal e depois de França, mas isso já não importa nestes derradeiros momentos. A sua vida desvanece-se, gasta pelos anos de obediência e, sobretudo, porque a sua única filha, Maria de Portugal, a rejeita, incapaz de lhe perdoar os anos de abandono.
Leonor agoniza com a asma que toma conta dos seus pulmões enquanto a sua mente regressa ao passado, até ao período conturbado - de paixões turvas, interesses políticos desmedidos e ambições descontroladas - que selou o seu destino.


Opinião:
Leonor de Hansburgo está no seu leito de morte e aí decide contar a história da sua vida, com esperança que tal demonstre o porquê de inúmeras das suas acções. Leonor começa por nos contar a história de sua mãe, a famosa rainha Joana, a Louca. A Rainha Joana era uma mulher apaixonada pelo marido, havia quem ousasse dizer apaixonada demais. Louca de amor, bastava um olhar para o seu amado e passava o dia com um sorriso estampado na cara. Mas tudo começa a correr mal quando o marido começa os seus casos, quando o amor da rainha se destrói e quando por azar do destino se torna a maior herdeira viva do mundo.

Este acontecimento mudou a vida de Joana imenso e como tal aos olhos de Leonor, que nos vai contado a história pelos seus olhos, naquela altura uma simples criança, essa mudaça na vida de sua mãe mudou-a muito e tornou-a o que era no seu leito de morte. Prometendo nunca sofrer por amor, tudo corre mal, quando se apaixona. Pelo 5º filho de um reizito sem nada para dar ao seu reino. Sendo assim proibida de amar, toma um casamento de oportunidade e a sua vida nunca mais foi a mesma.

Este livro é a história de Leonor, pelos seus olhos, através dos seus sentimentos, através de si mesma. É sem dúvida uma história muito bonita, mas houve algo no livro que fez com que me fosse terrivelmente difícil lê-lo. Acho que tal deveu-se à forma em que o livro está escrito. É um livro grande (500 páginas), que devido à sua falta de diálogos, havendo apenas uma descrição muitíssimo detalhada da vida de Leonor, é uma grande autobiografia, sem dúvida. Se o livro tivesse mais diálogo ou algo do género sem dúvida que seria perfeito, pois é uma história que dá para isso, mas era só descrição de sentimentos. Datas atrás de datas... Uma autêntica biografia.

Esperava mais deste livro, embora seja bom para conhecer uma grande mulher.

0 devaneios :