Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"O Amor que Nos Une" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011
Autora: Emily Brontë
Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 320
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722342476
Colecção: Obras Literárias Escolhidas

Sinopse:
O Monte dos Vendavais é uma das grandes obras-primas da literatura inglesa. Único romance escrito por Emily Brontë, é a narrativa poderosa e tragicamente bela da paixão de Heathcliff e Catherine Earnshaw, de um amor tempestuoso e quase demoníaco que acabará por afectar as vidas de todos aqueles que os rodeiam como uma maldição. Adoptado em criança pelo patriarca da família Earnshaw, o senhor do Monte dos Vendavais, Heathcliff é ostracizado por Hindley, o filho legítimo, e levado a acreditar que Catherine, a irmã dele, não corresponde à intensidade dos seus sentimentos. Abandona assim o Monte dos Vendavais para regressar anos mais tarde disposto a levar a cabo a mais tenebrosa vingança. Magistral na construção da trama narrativa, na singularidade e força das personagens, na grandeza poética da sua visão, nodoso e agreste como a raiz da urze que cobre as charnecas de Yorkshire, O Monte dos Vendavais reveste-se da intemporalidade inerente à grande literatura.


Opinião:
Catherine Earnshaw é a filha do senhor do Monte dos Vendavais, uma grande e bela mansão rodeada de espaços verdes e alegria. O seu pai para além de a ter como filha, tinha também Hindley Earnshaw como filho e Heathcliff como filho adoptivo, uma rapazinho que encontrou abandonado e que não o deixou indiferente. Depressa Heathcliff torna-se o melhor amigo de Catherine e acabam por estar sempre juntos, adorando-se mutuamente. Esta adoração foi crescendo à medida que o par cresceu e os anos passaram, acabando por se tornar num grande amor. Mas Hindley, que odiava Heathcliff pois este conseguia, mesmo sem querer, que as atenções do seu pai e da sua irmã se virassem para ele, tentava de tudo para lhe tornar a vida num inferno. Heathcliff ignorava todas as provocações e por muito que estas o incomodassem vingia o contrário. Até ao momento em que o chefe de família morre e Hindley o manda para a cozinha, tornando-o num simples criado. Para piorar, durante uma brincadeira entre Heathcliff e Catherine, esta tinha sido apanhada, tendo sido castigada e ao voltar deste castigo uma grande mudança na sua personalidade estava presente, já não sendo a menina despreocupada e livre de antes, mas sim uma senhora de alta classe que olhava para todos de cima.

Acabando por se convencer que a mundança de Catherine também lhe tinha afectado o coração, Heathcliff saí do Monte dos Vendavais e durante anos a fio ninguém sabe nada dele. Mas ele acaba por volta, aí se volta! E volta como uma tempestade pronta a fazer com que todos se lembrem do lhe fizeram. Começa assim a sua vingança, atacando Hidley, Catherine, o marido de Catherine e estende a sua vingança à descendência, atacando também a filha de Catherine e Edgar, o seu próprio filho com a irmã de Edgar (filho fruto de uma relação que da parte de Heathcliff apenas servia para vingança) e Hareton, filho de Hidley.

Este livro é considerado um clássico e tem razão para tal! Sinceramente acho que não tenho palavras suficientes para o descrever como deve ser. Um livro que tem como grande plano uma grande paixão entre a egoísta Catherine e o maldoso Heathcliff, que apesar de só fazer acções nefastas e cruéis em toda a acção, consegue capturar-nos o coração e segui-lo de uma forma única. Um livro que se quase se pode dividir em duas histórias, duas grandes histórias de amor, mas em que a primeira, surge para tentar acabar com a segunda. Através destas duas histórias, passando-se em duas gerações diferentes, vemos como a primeira podia ter acabado tão bem, não fosse a natureza das personagens que nela entravam, se estas não fossem orgulhosas, teimosas e tão cruéis. "Uma paixão que tudo consome e que arrasa tudo o que se tenta intrometer entre eles. Até a própria morte…"

Adorei e tenho pena deste ser o único livro da autora, mas irei sem dúvida experimentar ler algo das suas irmãs. Leiam-no, mas leiam com calma, saboreiem-no bem e vão ver como não se irão arrepender!

1 devaneios :

Carlinha disse...

Tenho que o ler, comprei na feira de velharias por 2euros e está por cá na estante.
Boas leituras;)