Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Desejo Concedido" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

segunda-feira, 18 de abril de 2011
Autora: Barbara Erskine
Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 680
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896571139
 
Sinopse:
No limiar entre o sonho e a vigília, a loucura e a clarividência, duas mulheres separadas por dois mil anos de História partilham o mesmo segredo, nas encruzilhadas e labirintos de uma perseguição milenar.
Jess, professora em Londres, é vítima de um ataque de que não consegue recordar-se. Tudo indica que o agressor é um homem que a conhece bem. Assombrada pelo medo e pela suspeita, Jess refugia-se na casa isolada da irmã, na fronteira do País de Gales. O silêncio que procura é, porém, interrompido pelo choro de uma misteriosa criança.
A casa, a floresta que a cerca e o vale mais abaixo transportam ecos de uma grande batalha, travada dois mil anos antes. Ali caiu Caratacus, liderando a resistência das tribos da Britânia aos invasores romanos. O rei foi capturado e levado para Roma como prisioneiro, juntamente com a mulher e com a filha, a princesa Eigon.
Sentindo-se impelida a investigar a história de Eigon, Jess segue os seus passos até à Roma de Cláudio e de Nero, onde a princesa assistiu ao grande incêndio, presenciou a perseguição movida aos cristãos e privou com o apóstolo Pedro. Aqui, talvez o mistério da extraordinária vida de Eigon se desvende, ou Jess se abandone progressivamente à sua obsessão, arriscando uma proximidade crescente com o seu agressor.
 
 
Opinião:
Nunca tinha ouvido falar desta autora, mas mal vi a capa, que é simplesmente linda, não resisti a ler a sinopse. E ao fazê-lo não resisti a ler o livrinho!!
 
Jess é uma professora dedicada aos seus alunos, bondosa, trabalhadora e adorada por todos. O fim do ano lectivo chegou e na festa de comemoração algo lhe acontece... Algo de que ela não se lembra, apenas pode afirmar que lhe aconteceu devido ao estado em que acordou, cheia de nódoas negras e feridas. Mas essa desorientação não a faz baixar os braços, e por muito medo que sinta, quer lembrar-se de quem lhe fez aquilo, como e porquê! É então que quando as suspeitas recaem sobre várias pessoas que ela conhece e confia, decide afastar-se ido para a casa da irmã na fronteira com do País de Gales, numa zona calma e isolada.
 
Mas mal sabia ela que a ida a essa casa iria desencadear todos os acontecimentos que fariam com que a sua memória voltasse e uma homem vingativo e cheio de ódio se mostrasse!! Mas também é aí que Jess começa a ouvir a voz de uma criança que viveu há anos atrás... Uma rapariga que em pequenininha foi violada, mas decide graças à sua mãe, manter esse assunto escondido. Mas o Homem é um ser que consegue ser desprezível e por muita ignorância que se faça sobre um assunto, tudo volta para assombrar essa rapariga de seu nome Eigon, e por muito que ela tende avançar na sua vida, enquanto não colocar um ponto final no seu passado, será impossível viver.
 
Um início emocionante! Mal comecei a ler este livro houve logo algo que me fez querer continuar a lê-lo de imediato! Começa logo com a história, não há cá início chatos e demorados! A juntar a isso a personagem principal no início mostra-nos logo ser alguém que aje e não que fica a ter pena de si própria, uma coisa que me admirou e que gostei imenso. A escrita da autora também é muito boa, fluída e fácil de seguir. Ela conseguiu intercalar perfeitamente bem as personagem do passado e dos presente e gostei imenso disso, além de que vários dos acontecimentos eram imprevisíveis o que me fez gostar ainda mais do livro.
 
O grande problema do livro é o tamanho. Acho que se o livro fosse mais pequeno tornava-se melhor. A autora já no final começou a meu ver a forçar um pouquinho a história e a forçar os elementos surpresa o que foi uma pena, pois gostei bastante do livro, achando as últimas partes do livro forçadas e meio sem graça.
 
Mas que fiquei cheia de vontade de ler outro livrinho desta autora fiquei!

0 devaneios :