Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Eu Fosse Tua" de Meredith Russo

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011
Autor: Júlio Magalhães
Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 250
Editor: A Esfera dos Livros
ISBN: 9789896263256
 
Sinopse:
Carlos e Nicole conheceram-se nas ruas de Paris. As tropas alemãs avançavam em passo forte e determinado, mas todos acreditavam que a capital francesa estava a salvo da loucura de Adolf Hitler. Enganavam-se. Em poucas semanas, as tropas nazis estavam às portas de Paris e milhares de refugiados procuravam salvação. Nicole encontrou-a em Bordéus pelas mãos do embaixador Aristides de Sousa Mendes que lhe entregou um visto para chegar até Portugal, onde finalmente cairia nos braços do seu amado. Longe da guerra, longe do perigo, longe do estigma de ser judia, seria finalmente feliz. Mas há preconceitos que são difíceis de quebrar e mais uma vez os dois amantes são obrigados a seguir caminhos diferentes.

Carlos fica em Lisboa, entre os negócios do pai, um homem influente na sociedade salazarista e a doença da mãe. Nicole parte para Londres, uma cidade que vive dias dramáticos sob a ameaça de ser bombardeada pela aviação alemã. Participa no esforço de guerra da melhor forma que sabe, vestindo a farda de enfermeira, pondo em risco a sua vida para ajudar os outros. Na esperança de conseguir esquecer Carlos. Contudo no meio dos escombros da Segunda Guerra Mundial há um amor capaz de resistir a tudo.
 
Opinião:
Nunca tinha lido nenhum livro deste autor, daí a minha curiosidade ser muita e mal consegui pegar nele não o larguei!
 
Estamos a meio da segunda guerra mundial, em França, um país que vive no medo da incerteza de ver um outro dia. Aí conhecemos Nicole, uma francesa judia com alegria e amor para dar e vender, querida por todos e muito determinada. Uma rapariga jovem que está prestes a terminar o seu curso de enfermagem e que mal o acabe quer ir ajudar os feridos de guerra. Também conhecemos aí Carlos, um português de alta sociedade que se encontra na descoberta da liberdade, da felicidade e, através de Nicole, do amor. Filho de um homem calculista e frio, dono de uma das maiores fortunas de Portugal, Carlos em nada é parecido ao pai, sendo o seu amor pela arte e a vida a grande diferença entre os dois.
 
Este é um livro sobre o amor e sobre as barreiras que muitas vezes existe entre ele. Uma história sobre determinação, força e coragem. Uma história onde todos esses sentimentos foram passados para nós através de uma escrita muito simples mas que nos agarra. Um livro onde acompanhamos o crescimento essencialmente de Carlos, onde este decide finalmente fazer frente ao pai e seguir não os sonhos dele mas os seus. Algo que gostei imenso de ler neste livro foi a descrição do nosso Portugal, dos azulejos, da cor do sol, do fado, da saudade.
 
Sinceramente é um livro difícil de classificar, pois não é um livro assim tão grande e o principal foco de acção não é a guerra que se está a desenrolar no mundo mas sim na mente e no coração de Carlos.
 
Embora sim, aconselho-o e estou curiosa para ler outros livros do autor.

1 devaneios :

Leitora disse...

Também estava com algum medito quando peguei neste livro. Mas tal como tu não o conseguia largar. Já tenho outro dele aqui na estante, mas vai ter muito que esperar. Estou com um super mega livro entre mãos.
Beijocas e Boas leituras;)