Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Prometes Amar-me?" de Monica Murphy

Passatempo

Passatempo
Até 23 de Julho

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

domingo, 12 de fevereiro de 2012
Autora: Laurell K. Hamilton
Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 464
Editor: Saída de Emergência
ISBN: 9789896373252

Sinopse:
Entre num mundo emocionante, voluptuoso, e tão ameaçador quanto belo. Onde dominam paixões ardentes de seres imortais, outrora adorados como deuses ou demónios.

Os mais supremos seres sobrenaturais são fadas Sidhe, uma raça tão bela e poderosa que foi em tempos adorada como os deuses. Não só são luxuriosos, como incrivelmente bons amantes. Quando têm sangue real... são literalmente viciantes. Fadas de sangue puro não toleram as cidades e raramente vivem entre os humanos. Mas Meredith Gentry não é de puro-sangue. Ela tem sangue humano e por isso é mortal. Talvez também por isso, sinta que não pertence a lugar nenhum.
Meredith Gentry, princesa da corte real das Fadas, faz-se passar por humana em Los Angeles, onde trabalha como detective privada. Mas, agora, o carrasco da rainha foi enviado para a levar de volta para casa - quer ela queira quer não. Subitamente, Meredith vê-se como um mero peão encurralado nos terríveis planos da sua tia. A tarefa que a aguarda: desfrutar da companhia constante dos homens imortais mais bonitos do mundo. A recompensa: a coroa - e a oportunidade de salvar a sua vida. O castigo por fracassar: a morte.


Opinião:
Antes de ler este livro tinha várias opiniões contraditórias relativamente a ele. Primeiro a história parecia-me deveras interessante, sempre achei o mundo dos Fae fantástico e são criaturas que são sempre especiais e muito profundas e misteriosas. Por outro lado a sinopse do livro fazia-me lembrar da Saga Fever de Karen Marie Morning. A realidade? Foi uma surpresa muito, mas muito interessante e agradável e em nada parecido com a Saga Fever!!

Meredith Gentry fugiu das suas origens há vários anos atrás com o objectivo de se salvar. Utilizando a sua magia ao mínimo, apenas para esconder o seu verdadeiro e belo aspecto, Meredith tenta viver uma vida aparentemente normal, trabalhando numa empresa de detectives de seres feéricos. Conseguindo viver mais normalmente que desde há diversos anos, Meredith até está feliz com o que conseguiu. Mas as coisas complicam quando após diversos acontecimentos Merry é descoberta pela Rainha dos Unseelie, a principal pessoa que a levou a fugir da Corte. Sinceramente, não vos posso dizer muito mais, cada página é uma aventura, cada página é algo mágico e tem novos descobrimentos. Algo que está sempre presente é Merry, uma personagem principal feminina muitíssimo forte, inteligente e segura de si. Astunta e desconfiada até lhe conquistarem a confiança, Merry é uma daquelas personagens femininas que todos gostamos de encontrar num bom livros e que nos fazem querer saber mais e mais sobre elas. Uma personagem cujo medo da sua mortalidade lhe dá muitas dessas caracterísitcas únicas e simplesmente fantásticas!

Mas verdade seja dita, não é um livro para qualquer pessoa. É um livro que contem, pode-se dizer, diversos assuntos tabus e cuja abordagem de romance está muitíssimo ligada ao sensual e sexual. Uma abordagem diferente ao que estou habituada, mas enquanto lê-mos este livro apercebemo-nos que, se há algo que caracteriza a Corte Unseelie, é a sua luxúria e em como estes não têm medo de a mostrar. Sem esta abordagem o livro simplesmente não estaria correcto e não mostraria a verdadeira natureza das personagens. Mas atenção, pois embora este livro tenha uma imensa carga sexual esta está escrita numa forma em nada crua, mas simples e fluída e toda essa carga tem um significado no jogo da política descrito no livro. Não é algo que aparece por acaso e acho que é esse o "segredo" do livro.

Um livro que eu sei que não é para todos, mas que aconselho todos a experimentarem para verem se pertencem ao mesmo grupo que eu, ao grupo que adorou o livro de tal forma que mal possa tem que ler o próximo que já está cá em casa à espera!

0 devaneios :