Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"A Química do Amor" de Emily Foster

Passatempo #1

Passatempo #1
Até 24 de dezembro

Passatempo #2

Passatempo #2
Até 27 de dezembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

terça-feira, 24 de julho de 2012
Autora: Menna Van Praag 
Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 160
Editor: Quinta Essência
ISBN: 9789898228635

Sinopse:
May Fitzgerald tem, de repente, tudo o que sempre quis. Depois de anos a sentir-se gorda e pouco atraente e a procurar o amor nos sítios errados, tem finalmente a vida e o homem dos seus sonhos. Tudo devia ser tão perfeito - seguira a sua voz interior e ela conduzira-a à vida mágica com que sonhara. Mas quando a sua nova vida como escritora de sucesso tem início, os velhos demónios de May surgem para a atormentar. As antigas inseguranças reaparecem e ela deixa-se fascinar pela lisonja e pelo brilho da fama. O seu comportamento começa a afectar o namorado e ameaça destruir a relação de ambos. Conseguirá ela dar a volta à situação e provar que realmente é possível ter tudo?


Opinião:
Nunca tinha lido nada desta autora, mas tinha imensa curiosidade. Foi assim que quando me emprestaram o livro tive que o ler de imediato.

Pelo que percebi este livro vem a seguir a outro, embora não haja problema em ler este sem ler o anterior. May está agora numa altura perfeita da sua vida. Vive com um namorado que a adora acima de tudo e o livro que escreveu é um verdadeiro sucesso, ajudando mulheres em todo o mundo. Mas as coisas nem sempre continuam perfeitas para todo o sempre e May aprende isso de uma forma muito difícil e complicada. Consegue afastar o namorado, começando a ver apenas o trabalho e o seu livro à frente. Afasta tudo e todos menos o livro e os seus leitores. É aí que May tem que aprender que embora a fama possa trazer dinheiro, não convém ver apenas dinheiro à frente e ignorar todos aqueles que a amam e adoram.

Muito sinceramente esperava algo mais deste livro. É um livro muitíssimo simples e todas as ações dos personagens são muitíssimo previsíveis. Não foi um livro que me puxasse muito embora admita que seja óptimo para ler após um livro intenso e se queremos ler algo que não nos pede muito do cérebro.

Achei a personagem principal mimada e sem a mínima noção do que fazia, sendo ciumenta e materialista e sem se aperceber do mal que fazia à sua volta. Sim, é verdade que por vezes aquilo que lhe aconteceu pode acontecer a alguém na vida real, mas achei-a tão criança e irritante que não consegui gostar dela a sério, o que provavelmente fez com que não desfrutasse assim tanto da leitura quando isso. Sei que enquanto lia o livro só pensava "Ai que paciência que tens Ben!" - o Ben é o namorado de May. Sem dúvida que é uma personagem paciente e que adora May, porque senão logo após os primeiros capítulos já a tinha deixado.

Apesar de tudo é um livrinho simples e bom para ler quando queremos algo muitíssimo leve, mas não é daqueles que recomende fervorosamente.

1 devaneios :

Anónimo disse...

Eu concordo contigo. Eu li os dois livros, e sinceramente o primeiro estava muitissimo melhor.

Neste 2 livro a personagem principal está um pouco perdida, cai sempre nos mesmos erros.

Nao gostei muito do livro.