Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Desejo Concedido" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Até 3 de Setembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013
Autora: Patricia Briggs
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 288
Editor: Saída de Emergência
ISBN: 9789896374099

Sinopse:
Bem-vindo ao mundo de Patricia Briggs, um lugar onde bruxas, vampiros, lobisomens e seres feéricos vivem lado a lado com os humanos. Só uma mulher invulgar como Mercy Thompson poderia sentir-se em casa num lugar assim. 
Depois de ter escapado a custo das garras de Marsilia, a temível rainha dos vampiros, Mercy só deseja paz e sossego para se integrar no bando de lobisomens do seu companheiro. Mas as coisas começam logo mal… 
Quando tenta devolver um livro mágico, descobre que este contém segredos que as fadas farão tudo para proteger. E de seguida informam-na de que um amigo desapareceu e que as fadas estão envolvidas. Ou seja, só lhe resta usar os seus poderes - sobrenaturais e humanos - para se salvar a si e aos seus amigos. 
Como se não fosse suficiente enfrentar o mundo implacável e perigoso das fadas, Mercy ainda tem de lidar com o lado depressivo do seu amigo Samuel (mas será só um amigo?), cada vez mais atormentado pelo conflito entre a sua natureza humana e animal. 
Conseguirá Mercy Thompson encontrar uma forma de manter o seu mundo e amigos ilesos?


Opinião:
Após ler o livro anterior, visto que já tinha este cá em casa, não resisti e peguei-lhe de imediato! E ainda bem que o fiz! Lembram-se de ter dito que com o livro anterior a saga tinha descido de 5 estrelas para 4? Com este subiu de novo para 5 estrelas e um novo ingrediente começa a adensar-se nesta saga... o romance!

Mercy já está mais recuperada do terrível incidente de que foi vítima, embora por vezes este ainda lhe pese na alma. Estando cada vez mais próxima de Adam, o alfa da zona, Mercy já não tinha uma calma daquelas há imenso tempo... Feliz entre a sua casa... entre a oficina... e entre Adam. Mas para (não) variar, Mercy tem um dedo para o sarilho, parecendo este que se recusa a abandoná-la, acabando por ser apanhada num fogo cruzado entre fadas, por algo que ela nem sabe bem o que é! Apenas lhe dizem para lhe devolverem o objecto, mas o pior é que ela não sabe que objecto é esse. E tudo piora quando devido a esse objecto, tentam matá-la!

Para juntar a este sarilho, Samuel, um lobisomem solidário filho do Marrok, tentou suicidar-se e o seu lobo não o deixou, estando neste momento a mente de Samuel "vencida" pelo lobo, a que Mercy chama Sam, para eles saberem que ela os sabe diferenciar.

Mas nem tudo podia ser mau, não fosse o laço que Mercy tem com Adam tornar-se ainda mais forte, num sentido muito literal, pois finalmente Mercy entra para o bando e ultrapassando os seus medos devido à violação acaba por se entregar totalmente a Adam, já sem medo do seu toque. Finalmente Mercy pertence ao bando de Adam, sendo a segunda na hierarquia, imediatamente abaixo do alfa. Embora Mercy saiba que devido a isso o bando está inseguro, pois ela é uma coiote num bando de lobisomens, algo que nunca se soubera ter existido. Como é que Mercy irá lidar com tudo isto?

Este é o livro mais romântico de toda a saga. Ultrapassa todos os outros à distância. Neste livro finalmente vemos uma Mercy apaixonada, que em determinado momento se deixa levar pelos sentimentos que tem por Adam. Vemos a relação deles chegar a um nível que todos temos esperado ver e vemos ainda mais o amor que Adam tem por Mercy, especialmente numa das cenas em que ele considera que ela estava morta, quase morrendo ele de seguida para a procurar. Por outro lado vemos a profundidade da relação de Mercy com Samuel. Este encontra-se numa depressão intensa e se por um lado o seu lado humano quer morrer, o seu lado lobo quer viver, estando este último a apoderar-se da consciência de Samuel. Mercy tenta então ajudar Sam, pois se o Marrok, pai de Sam, sabe do que se está a passar com o filho, terá que o matar, pois lobos sem consciência humana são demasiado perigosos para lhes ser permitido viver.

Este como já referi é o livro com mais sentimento de toda a saga. Nele finalmente compreendemos melhor as relações dentro do bando e vemos como Mercy acaba por conseguir entrar dentro do mesmo, embora não sem grande confusões no meio.

Gostei imenso e mal consiga tenho que ler o próximo livro!!

0 devaneios :