Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Conhecessem a Minha Irmã..." de Michelle Adams

Passatempo

Passatempo
Até 3 de Setembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quarta-feira, 3 de abril de 2013
Autores: Vários
Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 234
Editor: Planeta Editora
ISBN: 9789727312320
Coleção: Biblioteca Ilustrada - colecção juvenil

Sinopse:
As histórias e lendas reunidas neste volume e adaptadas a uma linguagem acessível estão recheadas de um clima de encantamento que não se desfaz em nenhum momento. Estas histórias ancestrais captam o espírito dos antigos Celtas e relatam o poder mágico dos feitiços, os truques dos espíritos escondidos e dos duendes, o temperamento espantoso do mundo natural, o poder e o encanto do amor e da vingança. Reis, eremitas, santos e druidas, espíritos que assombravam bosques e riachos, ciclos e rituais, mágicos e adivinhos recheiam estas fascinantes narrativas onde Tolkien, J. K. Rowling e Bernard Cornwell foram buscar inspiração para os seus bestsellers actuais.


Opinião:
Cultura celta, uma coisa que adoro, que me fascina e me prende. Adoro as histórias fantásticas desta cultura, como conseguem transmitir tantas coisas através delas e como estas perduram através dos tempos.

Neste livro encontramos inúmeros pequenos contos, de diversos lugares diferentes onde a cultura celta reinou há imensos anos atrás. Uma cultura rica, cujos reis, mágicos e heróis eram recordados através das suas façanhas e das histórias que com eles chegavam. Numa altura em que a história escrita não estava em voga, a tradição oral foi algo muito importante, sendo as histórias transmitidas de geração em geração pelos pais, avós, tios e especialmente pelos bardos, cujo poder da fala fazia com que todos os seus espectadores quisessem saber mais e mais.

Este livro é muito pequenino e lê-se de uma forma rápida. Apresenta-nos várias histórias que como já foi referido são de diversas zonas onde a cultura celta existira. Histórias de coragem, amor e ódio que nos tocam e admiram. A escrita das histórias é simples e fluída e o que me fez mais impressão em toda a narrativa foi a grande diversidade de nomes que pareciam tão iguais entre si que me chegaram a baralhar, fazendo com que por vezes eu já não soubesse quem era quem.

É um daqueles livros ideias para ler às crianças antes destas adormecerem. Visto os contos terem poucas páginas, é fantástico para ler um conto por dia, pois com vocabulário simples e acessível e as histórias sobre bravura e lealdade, algo que todos gostamos de ouvir contar em pequenos, acho que daria um óptimo livro infantil se tivesse uma maior divulgação.

Experimentem, mas aconselho a lerem intercalado com outro livro, um conto aqui e acolá.

0 devaneios :