Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Conhecessem a Minha Irmã..." de Michelle Adams

Passatempo

Passatempo
Até 3 de Setembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sexta-feira, 21 de junho de 2013
Autora: Lucy Dillon
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 464
Editor: Porto Editora
ISBN: 978-972-0-04607-9

Sinopse:
Quando Michelle convida Anna para gerir e fazer renascer a moribunda livraria de Longhampton, é como se um sonho se tornasse realidade: para além de conquistar, finalmente, alguns momentos de paz longe das enteadas problemáticas e do dálmata hiperativo, Anna é uma sonhadora completamente apaixonada por livros.
Serão as histórias de amor, aventuras, jardins secretos, cães perdidos, bruxas malvadas e pêssegos gigantes a trazer nova vida à negligenciada loja. Anna e os seus clientes/leitores vão deixar-se levar pela magia. E nem a melhor amiga de Anna - a organizada e empreendedora Michelle, que diz categoricamente não acreditar no amor verdadeiro nem em príncipes encantados - ficará imune ao espirito love is in the air.
Mas quando alguns segredos da infância de Michelle voltam para a atormentar e o fracasso familiar paira sobre Anna, poderá a sabedoria das histórias de encantar ajudar as duas amigas - e aqueles que elas amam - a encontrar os seus próprios finais felizes?


Opinião:
Nunca tinha lido nada da autora. Por muito que ouvisse falar dela, especialmente do seu livro "Corações Sem Dono", nunca me senti impelida a arranjar o livro e a lê-lo. Mas desta vez, mal saiu um novo livro da autora, algo na capa me chamou de tal forma a atenção que tive que o ler. Tenho que dar os parabéns à editora pela capa, pois esta transmite um sentimento de conforto, de paz e de familiaridade que me prendeu de imediato.

Michelle vai morar para longe depois do casamento falhado e para se manter o mais afastada possível do ex-marido. É uma pessoa independente, uma pessoa que sabe o que quer e que se esforça para o obter. Mas apesar de tudo ir viver sozinha para uma cidade onde não conhece nada nem ninguém pode ser deveras solitário. Enquanto conhece a pequena cidade Michelle vai a um café onde uma estranha mulher que passeia um cão com vontade própria começa a falar consigo. Esta mulher é Anna e as duas acabam por se tornar melhores amigas. Pessoas que se conhecem uma à outra melhor do que a si mesmas, que se apoiam nos piores momentos.

Passaram-se alguns anos e a vida de ambas não podia ser mais diferente, embora continuem a ser melhores amigas. Anna casou com um homem por quem está loucamente apaixonada, homem esse que tem três filhas. Vive a tentar ser a madrasta perfeita, mas parece que tudo o que faz para as crianças gostarem dela está mal! Já Michelle é dona de uma das loja com mais sucesso na cidade, uma loja onde vende produtos para a casa, onde junta o seu jeito para as vendas com a sua paixão por arrumação. Mas a sua vida perfeita muda totalmente quando decide adquirir a loja ao lado da sua, uma pequena livraria, sendo a regra de aluguer que a loja tem que se manter uma livraria por pelo menos um ano.

Muito sinceramente não estava à espera de encontrar o que encontrei neste livro. Esperava um livro totalmente romântico e em vez disso encontrei a história de duas grandes amigas, duas amigas muito diferentes uma da outra e de como estas vivem a sua vida. Se me arrependi? Não! Porque este livro acabou por ser muito melhor do que esperava. Nele conhecemos Michelle, uma mulher com olho para o negócio que odeia o ex-marido. Este ex-marido é adorado pela sua família que tenta a todo o custo juntá-los, não percebendo estes porque é que Michelle reage tão mal junto dele. Vemos a luta de uma mulher pela sua independência, por ser feliz de novo.

Já por outro lado temos Anna, uma mulher adorada por todos menos pelas filhas do seu novo marido. Anna quer a todo o custo ser a madrasta perfeita, alguém em quem as crianças possam confiar e contar. Mas não existem famílias perfeitas e por muito que Anna tenta que a sua seja, há sempre algo que impede que a sua felicidade seja perfeita e duradoura. Anna é uma mulher lutadora, mas que tenta de tal forma para que as relações na sua família sejam perfeitas que acaba por descurar-se a si mesma e à sua felicidade.

Adorei a escrita da autora, fluída, simples, que prende qualquer leitor. Este é um livro "familiar", um livro que fala de amor e de amizade e que prende qualquer leitor sonhador. Achei imensa graça às entradas de cada capítulo. Cada capítulo inicia-se com uma pequena opinião referente a um livro. Temos referências à famosa coleção "Os Cinco" (os primeiros livros mais "a sério" que li, e os primeiros que comprei com a semanada das guloseimas que os meus pais me davam, tendo a coleção inteira), "O Principezinho" (quem não conhece este livro?), "Os 101 Dálmatas" e muito mais. Acho que deu um certo toque de magia a este livro, sendo que se aborda imenso os livros, um delírio para qualquer amante de literatura.

Um livro que recomendo e sem dúvidas que irei ler o livro anterior da autora, "Corações sem Dono".

0 devaneios :