Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Desejo Concedido" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Até 3 de Setembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

terça-feira, 11 de junho de 2013
Autora: Evie Blake
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 352
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722350310

Sinopse:
Valentina Rosselli, uma bela e sensual fotógrafa de moda italiana, vive há cerca de um ano com Theo Steen, crítico de arte e marchand. Este desejaria que Valentina assumisse plenamente a relação, mas ela receia comprometer-se. Theo parte em viagem, deixando-lhe como presente um álbum de fotos antigas de uma mulher em poses eróticas. Quem será essa mulher? Qual a intenção de Theo ao deixar-lhe aquele presente? Valentina sente que tem um significado especial para si e tenciona desvendar o mistério. Entretanto recebe um convite para fazer fotografias artísticas sobre pessoas que exploram o lado negro do desejo... Um livro inteligente sobre a liberdade no feminino, onde perpassa um erotismo vibrante.


Opinião:
Como já referi anteriormente, eu sou muito de modas e por isso segui muito os diversos livros eróticos que têm saído e já encontrei um pouco de tudo. Desde livros fantásticos que me encantam e que me fazem querer ler mais, a livros de tal forma porcos e com uma linguagem tão crua que simplesmente odiei e jurei nunca mais ler nada desses autores. Foi assim que me aventurei nesta leitura, afinal de contas a capa deste livro é misteriosa e das poucas de romances eróticos que não tem pernas, trocos nus e afins.

Valentina adora a liberdade, adora o fotografar erótico de belos corpos, as suas formas e a sua magia. Mas neste momento da sua vida encontra-se presa ao seu namorado, sendo as suas vidas monótonas e demasiado seguras. Valentina não quer mostrar o que lhe vai na alma, recusa-se a tornar a relação com Theon algo mais sério, um compromisso. De forma a fazer-lhe abrir os olhos, Theon acaba por partir, não sem antes lhe deixar um livro de uma mulher em poses eróticas e de pedir a um amigo seu (sem o conhecimento de Valentina), ajuda para libertar a sua "namorada" do medo sexual que a prende.

Mas esta não é apenas a história de Valentina. É também a história de Belle, uma mulher aprisionada num casamente sem paixão, com um marido violento que apenas a usa para obter um filho e para descarregar as suas fúrias, batendo-lhe como se não houvesse amanhã. Num dia louco, em que Belle sente que precisa de um refúgio, acaba por ir para o porto da cidade, com uma roupa velha para não dar nas vistas. Aí tem a sua primeira aventura extra conjugal, uma aventura onde se sente livre e feliz, e com uma sensualidade que nunca antes julgara ter. Uma aventura que continua a ter, acabando por ser tornar Belle, a famosa concubina.

Muito sinceramente este livro surpreendeu-me, especialmente pela escrita. De todos os livros eróticos que já li, deve ser o que tem uma melhor escrita. Uma escrita poética, fluída e até mesmo uma escrita com "classe". Além disso adorei a personagem de Belle! Uma personagem que sofre no seu casamento, estando diariamente coberta de novas nódoas negras e que arranja um refúgio para todo essa dor, um refúgio onde é livre. Esta personagem é que me fazia virar as páginas, querer continuar a ler e admito que por causa dela acabei por desprezar um pouco Valentina. Acabei por me centrar de tal forma em Belle que nos capítulos de Valentina apenas queria que estes acabassem para continuar a ler o que iria suceder a Belle!

Uma história que surpreende por ser diferente e sem dúvida alguma pela própria escrita da autora.

0 devaneios :