Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Desejo Concedido" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quarta-feira, 14 de agosto de 2013
Autora: Maria Luísa Castro
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 308
Editor: Prima-Donna
ISBN: 9789898461483

Sinopse:
Verónica é uma jornalista recém-divorciada na casa dos 30 anos. Para trás deixa um casamento, uma promessa de felicidade que nunca foi concretizada e um marido que nunca foi um amante ou companheiro. Tudo muda quando a fragilizada Verónica conhece o enigmático e sensual Daniel Vasconcelos. Bonito e dono de um olhar penetrante, Daniel envolve-se com ela levando-a ao limite do prazer, a uma vertigem de sentimentos que se julgava incapaz de sentir. A vida de Verónica nunca mais será a mesma: prazer, desejo, sexo e luxúria passarão a fazer parte do seu dia-a-dia. Mas estes não serão os únicos sentimentos que experimentará ao lado de Daniel: a insegurança e a dor serão também uma constante, levando-a a questionar se valerá a pena tentar entrar num mundo tão intenso e proibido no qual chega a correr perigo de vida. Será Verónica capaz de mudar este homem para quem o prazer pessoal não tem limites, que se diz incapaz de amar mas que, ao mesmo tempo, não consegue estar longe de si? Serão eles capazes de viver uma história de amor com final feliz?


Opinião:
Romances eróticos equivalem a uma nova moda portuguesa. Eu sou muito de seguir modas literárias (embora tenha sempre os meus fiéis livros de romances e fantasia comigo), e li diversos romances eróticos, admito. Mas este foi dos piores que li e apenas consegui acabá-lo pela simples razão de as 308 páginas corresponderem na realidade a umas 150, pois a letra do texto é enorme e as margens são igualmente gigantes.

Verónica acaba de sair de uma relação abusiva, onde a única sorte a seu ver é não ter engravidado do marido violento que tinha. Sendo uma ex-jornalista que adorava o seu trabalho mas que desistiu dele pelo seu casamento, foi ao conhecer Daniel que a sua vida mudou. Sexo cru com um milionário bruto que não lhe fala e apenas faz coisas que te acordo com Verónica, "nem na sua imaginação se lembraria". Um livro cuja história não dá para aprofundar pois esta não existe.

Não gostei. No fim até pensei "talvez a autora consiga arranjar forma de desenvolver a história que começou a falar no final". Mas em menos de 100 páginas (que eu considero na realidade umas 50 devido ao tamanho da letra e das margens) descobre-se a verdade sobre Daniel, sobre a mulher dele, faz-se uma entrevista revolucionária, morrem pessoas... E o que poderia ser um ritmo aceitável e alucinante, transformou-se num débito de informação sem romance algum. Se levar em conta o facto de a autora ser jornalista até faz sentido. A autora debita factos, não os conta como romance. Deve ter jeito como jornalista, mas como romancista não gostei da experiência, um romancista tem que conseguir fazer precisamente o que o nome diz, romancear. Não digo escrever um livro "lamechas" mas sim um livro fluído, um livro de literatura. O que a autora não consegue fazer, pelo menos neste livro. Lança-se de pés e cabeça aos factos e estes são-nos simplesmente debitados como notícia de jornal.

O início do livro também não me preparou para nada de positivo... a sério? Sexo cru aqui, sexo cru ali, "não me venho dentro de ti", nada de beijos, abandono-te sempre que me dá. E nada de romance a sério. Para uma pessoa que acaba de sair de uma relação abusiva, a personagem principal não podia ter pior gosto e coloca-se logo noutra relação ainda pior. Não gostei de nenhuma personagem e não senti empatia com nenhuma...

Resumindo, não gostei e não recomendo a ninguém.

3 devaneios :

Marisa Luna disse...

Boa noite.
Gostei da tua crítica muito verdadeira. Fiquei sem vontade de ler este livro... É bom contar contigo.
Beijocas

Cata disse...

'Verónica, dispa-se'...e ela despe-se -.-'' W.T.F?!?!

v_crazy_girl disse...

Ainda bem que gostaste Marisa :) É um livro que não recomendo a ninguém :s E como é um livro que li de um clube de leitura posso dizer-te que as outras meninas que o leram também odiaram...

De falta de obediência é que não a podemos acusar Cata xD