Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Prometes Amar-me?" de Monica Murphy

Passatempo

Passatempo
Até 23 de Julho

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

domingo, 8 de setembro de 2013
Autora: Julia Quinn
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 368
Editor: Edições Asa
ISBN: 9789892317762

Sinopse:
As mães casamenteiras da alta sociedade londrina estão ao rubro: Simon Bassett, o atraente (e solteiro!) duque de Hastings, está de volta a Inglaterra. O jovem aristocrata mal sabe o que o espera pois a perseguição das enérgicas senhoras é implacável. Mas Simon não pretende abdicar da sua liberdade tão cedo…
Igualmente atormentada pela pressão social, a adorável Daphne Bridgerton sonha ainda com um casamento de amor, embora a sua espera por um príncipe encantado comece já a ser alvo de mexericos. Juntos, os jovens decidem fingir um noivado, o que garantirá paz e sossego a Simon e fará de Daphne a mais cobiçada jovem da temporada.
Mas, entre salões de baile e passeios ao luar, a paixão entre ambos rapidamente deixa de ser ficção para se tornar bem real. E embora Daphne comece a pensar em alterar ligeiramente os seus planos iniciais, Simon debate-se com um segredo que pode ser fatal…


Opinião:
Sim, admito que li o segundo livro desta colecção antes deste, que corresponde ao primeiro. E devo também dizer que gostei muitíssimo mais deste livro do que do segundo, tudo graças à divertida e exuberante Daphne Bridgerton.

Os Bridgerton são uma das famílias mais importantes da sociedade londrina. Ricos, donos de um apelido forte e de uma beleza estonteante, são uma família unida a que Daphne pertence. Sendo a única rapariga no meio de imensos irmãos, Daphne sempre se sentiu protegida e desenvolvera uma língua afiada que não tinha medo de mostrar a quem quer que fosse. E foi essa mesma língua que ela mostrou a Simon Bassett, um solteiro rico com quem todas as mães de boas famílias tentam emparelhar as filhas. Alguém que se sente de imediato atraído ao ver Daphne, uma mulher que ele considera extremamente sensual para além de adorar a sua maneira livre e desinibida de falar, tão diferente de dezenas de outras solteiras que lhe foram apresentadas e que apenas falavam de jóias e roupa.

Mas o problema? Simon é conhecido por nunca querer casar, por abandonar as suas conquistas quando se farta destas e essas são características que os irmãos de Daphne conhecem e que não querem num homem que esteja de olho na sua irmã. E o próprio Simon sabe desses seus defeitos nas relações, por isso tenta ignorar Daisy o mais possível, de forma a conseguir manter a sua amizade com os Bridgerton. Mas por vezes o coração é mais forte que a cabeça...

Como referido já li o segundo livro desta saga, mas devo dizer que gostei muito mais deste primeiro. A razão principal foi sem dúvida Daphne. Adorei-a como personagem. É uma pessoa dinâmica, divertida e inteligente. Não faz papel de coitadinha e é uma pessoa decidida e que sabe o que quer, sem medo de avançar para o obter. Simon é uma personagem interessante, mas sem dúvida que é ofuscado por Daphne. Além disso a relação entre estas duas personagens é uma relação a sério. Há aquela atracção inicial e inexplicável, patente em todos os livros do género, mas o crescimento da relação é o ponto chave da história. Daphne e Simon conhecem-se realmente ao longo do livro e antes de criarem uma relação a sério. Passam tempo juntos, ficam a conhecer-se e adorei a relação inicial deles de gato e rato.

Uma escrita fantástica, divertida e a personagem irónica e divertida que deixa todos sem saber o que responder. Uns irmãos protectores divertidos e que fazem qualquer leitora suspirar. E um personagem principal que fica confuso ao conhecer uma mulher que lhe consegue fazer frente.

Aconselho!!

0 devaneios :