Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Eu Fosse Tua" de Meredith Russo

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

terça-feira, 24 de setembro de 2013
Autora: Jessica Bird
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 344
Editor: Quinta Essência
ISBN: 9789897260810

Sinopse:
A conservadora de arte Callie Burke não está contente com a sua lucrativa nova missão. Restaurar uma obra-prima adquirida pelo implacável magnata Jack Walker devia ter sido o projeto de uma vida. Mas o problema não é o quadro - é que o sensual proprietário é uma obra de arte perfeita de seu próprio direito.
A atração é recíproca, mas Callie sabe que misturar negócios e prazer é má idéia - e não apenas porque ela não pertence àquele mundo de privilégios: ela tem um segredo a esconder… um segredo que deve permanecer enterrado. No entanto, depois de se mudar para a mansão de Jack para fazer o trabalho, a centelha inegável entre ambos transforma-se numa paixão que tudo consome... e o passado oculto dela ameaça destruir qualquer possível futuro para eles.
Ao dar nova vida ao quadro, Callie sabe que o seu tempo com Jack é limitado... a menos que o amor possa de alguma forma encontrar uma forma de transformar um solteirão inveterado no marido dos sonhos dela.


Opinião:
Eu adoro esta autora. A escrita simples, fluída e que prende os leitores até às últimas páginas. As históricas românticas e fantásticas. O protagonista masculino que é o sonho de qualquer leitora (sim, admito ahahah). Este livro é escrito sob o pseudónimo de J. R. Ward, Jessica Bird. O que quer dizer que estamos perante um romance sem fantasia. Um romance querido e fantástico para um dia sossegado em que queremos "entrar" num livro e apenas sair dele quando o terminarmos.

Callie Burke acabara de sair da universidade, sendo considerada uma das melhores do seu curso, restauro de obras de arte. E pouco depois de terminar o curso, uma oportunidade sem igual cai-lhe do céu. Restaurar uma grande obra de valor incalculável que pertence a um grande magnata. Um magnata riquíssimo, lindíssimo e muito sensual. Um homem que está habituada a ter as mulheres a cair-lhe aos pés e que descobre em Callie uma mulher talentosa que vive rodeada de dificuldades, mesmo sendo o seu pai quem é, algo que Jack - o magnata -, não sabe.

Ao descobrir a pobreza em que Callie vive, Jack decide que o restauro será realizado na sua casa, um local onde ela terá espaço e todos os materiais que necessitará para realizar o restauro da obra, ao seu dispor. Mas a atracção inicial desenvolve-se para algo muito mais forte e o facto de estarem a morar temporariamente na mesma casa não ajuda.

Eu gostei imenso deste livro. Achei-o de rápida leitura e com uma escrita fluída. As personagens captam a atenção do leitor e prendem-no, decidindo este assim, a ler o livro até ao fim para saber qual o fim destas. Acho que, para mim, o grande problema foi o seguinte: a rapidez do romance! Porque as personagens apaixonam-se profundamente num dia. Declaram o seu amor num dia. Sentem que são almas gémeas num dia. Essa foi a parte que mais impressão me fez. Eu gosto de ler o desenrolar das relações e aqui a relação começou de imediato, sendo super rápida. Mas apesar deste meu pequeno problema, devo dizer que foi um livro que me admirou e o primeiro que li sob o pseudónimo da autora. Li-o em poucas horas e só o larguei quando acabei pois ficamos de tal forma presos à história e aos dramas das personagens que não o conseguimos largar antes.

Um romance que tem vários clichés, mas que são esses mesmos clichés que tornam o livro o que é e que nos prendem ao livro do início ao fim. Aconselho!!

0 devaneios :