Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Desejo Concedido" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Até 3 de Setembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sexta-feira, 8 de novembro de 2013
Autora: Marissa Meyer
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 318
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896573270

Sinopse:
Com dezasseis anos, Cinder é considerada pela sociedade como um erro tecnológico. Para a madrasta, é um fardo. No entanto, ser cyborg também tem algumas vantagens: as suas ligações cerebrais conferem-lhe uma prodigiosa capacidade para reparar aparelhos (autómatos, planadores, as suas partes defeituosas) e fazem dela a melhor especialista em mecânica de Nova Pequim. É esta reputação que leva o príncipe Kai a abordá-la na oficina onde trabalha, para que lhe repare um andróide antes do baile anual.
Em tom de gracejo, o príncipe diz tratar-se de «um caso de segurança nacional», mas Cinder desconfia que o assunto é mais sério do que dá a entender.
Ansiosa por impressionar o príncipe, as intenções de Cinder são transtornadas quando a irmã mais nova, e sua única amiga humana, é contagiada pela peste fatal que há uma década devasta a Terra. A madrasta de Cinder atribui-lhe a culpa da doença da filha e oferece o corpo da enteada como cobaia para as investigações clínicas relacionadas com a praga, uma «honra» à qual ninguém até então sobreviveu. Mas os cientistas não tardam a descobrir que a nova cobaia apresenta características que a tornam única. Uma particularidade pela qual há quem esteja disposto a matar.


Opinião:
Quem me conhece sabe que eu adoro um bom livro de ficção científica/distopias. Embora já tivesse este primeiro volume há imenso tempo e a curiosidade fosse imensa, o facto de o segundo volume ter saído foi o verdadeiro empurrão para ler este livro. Isso e estarem constantemente a referirem-me o quão bom ele é! Algo que confirmo a 100%.

Cinder é um cyborg. Uma humana que por alguma razão alguns dos seus órgãos e membros foram substituídos por partes mecânicas. A razão? Nem a própria Cinder sabe, pois a sua memória de acontecimentos quando era nova simplesmente não existe, embora se desconfie que tenha sido devido a algum acidente, pois normalmente quando as pessoas passam de humanos a cyborg é porque estão prestes a morrer e não têm outra hipótese de sobrevivência senão a operação para serem cyborgs.

Sendo conhecida como a melhor mecânica da cidade, num dia como qualquer outro, Cinder trava conhecimento com o príncipe. O rapaz por quem todas as raparigas suspiram. Aquele que está prestes a tornar-se rei de uma nação empobrecida e onde a doença impera. Sim, porque esta não é apenas a história de Cinder, mas de uma nação onde um vírus se anda a alastrar a uma velocidade alucinante, matando inúmeros humanos e cyborgs.

Quando a sua irmã mais nova é infectada com o vírus, a sua mãe e madrasta de Cinder decide oferecê-la para o centro de investigação onde as investigações da doença estão a prosseguir. Afinal naquele mundo os cyborgs não têm vontade própria nem sentimentos, sendo apenas propriedade de outros humanos. Nesta instituição Cinder descobre muito mais sobre si do que havia descoberto todos aqueles anos em que fora cyborg. Afinal... quem é Cinder?

Devo dizer que gostei imenso deste livro, tendo sido um dos livros que mais gostei de ler nos últimos tempos. Adorei a adaptação da história da Cinderela e a forma simples como a autora escreve e descreve os factos. A personagem principal desta história é forte, determinada e decidida a sair do inferno onde vive, algo que gostei imenso.

O príncipe é um rapaz decidido e que quer tornar o reino melhor, salvando a vida das inúmeras pessoas que morrem diariamente devido à doença horrível que se alastra por todo o reino. Para tal está disposto a tudo, até mesmo a compactuar com os lunares e a rainha destes, um ser cruel que apenas quer reinar sobre tudo o que vive e respira.

Um início excelente de uma saga que promete e muito! Sem dúvida que irei continuar a segui-la!

0 devaneios :