Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Conhecessem a Minha Irmã..." de Michelle Adams

Passatempo

Passatempo
Até 3 de Setembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014
Autora: Leigh Bardugo
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 312
Editor: Edições Asa
ISBN: 9789892324852

Sinopse:
Rodeada por inimigos, a outrora grande nação de Ravka foi dividida em duas pelo Sulco de Sombra, uma faixa de escuridão quase impenetrável cheia de monstros que se alimentam de carne humana. Agora, o seu destino pode depender de uma só refugiada.
Alina Starkov nunca foi boa em nada. Órfã de guerra, tem uma única certeza: o apoio do seu melhor amigo, Maly, e a sua inconveniente paixão por ele. Cartógrafa do regimento militar, numa das expedições que tem de fazer ao Sulco de Sombra, Alina vê Maly ser atacado pelos monstros volcra e ficar brutalmente ferido. O seu instinto leva-a a protegê-lo , e ela revela um poder adormecido que lhe salva a vida, um poder que poderia ser a chave para libertar o seu país devastado pela guerra. Arrancada de tudo aquilo que conhece, Alina é levada para a corte real para ser treinada como um membro dos Grishas, a elite mágica liderada pelo misterioso Darkling. Com o extraordinário poder de Alina no seu arsenal, ele acredita que poderá finalmente destruir o Sulco de Sombra.
No entanto, nada naquele mundo pródigo é o que parece. Com a escuridão a aproximar-se e todo um reino dependente da sua energia indomável, Alina terá de enfrentar os segredos dos Grisha... e os segredos do seu coração.


Opinião:
Quando este livro saiu, a capa chamara-me imenso a atenção. Não a acho uma capa estupenda, mas há algo que prendeu e me fez querer imenso ler este livro. Um livro com uma sinopse que aponta para um novo mundo, com novas personagens, estranhos poderes mágicos e uma realeza muito peculiar. E foi assim que comecei a ler esta trilogia, uma trilogia que me surpreendeu pela positiva.

Alina e Mal são amigos deste muito pequenos. Sendo ambos órfãos tanto de pai e de mãe, viviam numa espécie de convento que era mantido por um duque muitíssimo rico e onde recebiam uma educação exemplar embora não fossem de classes altas. Num dia como qualquer outro recebem três estranhos convidados, estes convidados são Grisha, pessoas com poderes espectaculares. Estas pessoas decidem fazer-lhes um teste a fim de determinarem se as crianças são ou não seres como eles, mas acabam por determinar que são pessoas normais. Dessa forma, ao crescerem, Mal leva uma vida de militar e Alina leva uma vida como aprendiz de um cartógrafo.

Sendo perseguidos pelo azar, acabam por ser destacados para uma missão onde terão que passar pelo Sulco de Sombra, um local que separa o mundo e de onde vêm monstros horríveis comedores de humanos. E sendo o seu azar cada vez maior, são atacados por esses monstros, sendo que é nesse momento que do nada Alina liberta uma luz ofuscante, que destrói os monstros e salva todos aqueles que sobreviveram.

Um livro que gostei muito mais do que esperava. O início apontava para algo mais juvenil, mas com o passar da escrita percebi que embora juvenil tem uma escrita de tal maneira fluída, divertida e cativante que qualquer pessoa de qualquer idade, desde que goste do estilo, irá sem dúvida gostar. A autora cria um novo mundo, onde diversas pessoas têm estranhos poderes, sendo que estes são detectados quando ainda são crianças. Dessa forma poderão ser aperfeiçoados numa escola própria, de maneira a pertencerem à alta sociedade.

Alina é uma pessoa forte, habituada a ser o patinho feio desde pequena. Também está habituada a ser aceite pelos outros devido à grande amizade que a une a Mal, que ao crescer torna-se um rapaz lindíssimo, além de inteligente, simpático e muito forte devido aos treinos militares. É uma pessoa que inicialmente não acredita quando lhe dizem que é mais do que parece e que se sente com demasiada pressão ao entrar num novo mundo, onde todos são lindíssimos e talentosos, sendo ela tudo menos bonita e muitíssimo desastrada.

Mal é uma personagem que não é muito aprofundada neste livro e tenho esperança que este o seja mais no próximo. Acho que a parte que demonstrou mais o verdadeiro eu de Mal foi a carta que aparece no final do livro, que tecnicamente nem pertence à história. Mas os pequenos vislumbres que temos dele chegaram-me para gostar dele e querer saber mais e mais sobre ele. Além dele estou com grandes esperanças que Genya reapareça no próximo livro. E que reapareça arrependida e pronta para ajudar Alina. Foi talvez a melhor personagem secundária do livro. Uma personagem que se tornou amiga de Alina e é através desta que conseguimos ver o dia a dia da corte, conseguimos conhecer os soberanos e as diversas intrigas em redor destes.

O mau da fita... como é possível não gostar dele? No início do livro somos de tal forma encantados por ele que apesar de no final só me apetecer bater-lhe, não consegui eliminar totalmente a vontade que tinha de saber mais e mais sobre ele. Uma personagem muito misteriosa mas ao mesmo tempo que revela muito sobre si mesma.

Um livro que me surpreendeu e uma trilogia que sem dúvida irei seguir.

0 devaneios :