Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"A Derradeira Ilusão" de Diane Chamberlain

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quinta-feira, 10 de julho de 2014
Autora: Margaret Moore
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 256
Editor: Harlequin
ISBN: 9788468737768

Sinopse:
Necessitava que a resgatassem… Lady Genevieve estava desesperada, tanto que até o sedutor gaulês Dylan DeLanyea lhe pareceu a resposta às suas preces, mas enquanto fazia os votos em frente aos convidados, só podia esperar que algum dia o seu bonito marido a perdoasse por enganá-lo para se casar. Para Dylan, a sua esposa parecia-lhe uma mulher com muitos talentos. De facto, o casamento inesperado com aquela bonita dama estava a ser muito agradável…


Opinião:
Continuando numa onda de Margaret Moore, com os seus romances históricos e com as suas personagens românticas e determinadas, acabei por começar a ler este livro por ser fofinho e, mais uma vez, por ser o género que andava à procura.

Lady Genevieve é uma jovem sonhadora e que já está prometida em casamento a um jovem respeitável e muito rico. Mas esse é um simples casamento de conveniência e ela não sente sentimentos alguns por essa pessoa. Agora se nos referirmos a Dylan DeLanyea, um outro jovem também rico mas conhecido pelas suas muitas conquistas, já estamos a falar de alguém que está sob a atenção da jovem Genevieve. Dylan beija-a como nunca fora beijada, toca-lhe de formas que ela não conheci e ela sente que ele a ama profundamente. Sabendo que Dylan não aprofunda a relação por esta estar prometida a outro, arranja forma de romper o casamento, enfiando-se na cama de Dylan quando este menos está à espera.

Dylan acorda de manhã com pessoas a baterem-lhe à porta. Ao acordar encontra Genevieve deitada ao seu lado e percebe de imediato que fora tramado pela jovem, pois quando as pessoas que lhe estavam a bater à porta os viram naquelas figuras afirmaram de imediato que Dylan teria de casar com Genevieve e que tal era a única coisa decente a fazer. Desesperado, pois não queria casar de forma alguma, encara este casamento como uma prisão, embora comece a compreender que a sua nova esposa é muito diferente daquilo que inicialmente aparentava...

Muito sinceramente não gostei tanto deste livro como do anterior que tinha lido da autora. Achei a personalidade de Genevieve muito insípida e achei-a demasiado inocente. Mas uma inocência estranha. Por um lado demasiado inocente ao não compreender que Dylan apenas a achava uma conquista, mas pouco inocente ao enfiar-se repentinamente na cama dele com o propósito de a apanharem. É uma personagem com uma personalidade que não está de todo definida e ao longo do livro apercebi-me que esta teria merecido um maior cuidado na sua caracterização, algo que sinceramente não notei.

Dylan também é uma personagem fraca mas tem menos problemas de caracterização se compararmos com Genevieve. Este é uma personagem mulherenga que acaba por descobrir que a mulher é mais "selvagem" do que pensava, acabando este por se revelar alguém divertido, determinado e que se importa com aqueles que o rodeiam.

Achei este livro muito mais fraco que o outro da autora. A história não era nada de especial e isso a juntar às personagens mal caracterizadas admito que me deixou um pouco em baixo e não consegui ficar presa ao livro do início ao fim, embora tenha gostado do tempo que passei na companhia do livro. Um livro que não "desrecomendo" mas posso afirmar que há livros bem melhores com que passar o tempo.

0 devaneios :