Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"O Amor que Nos Une" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sexta-feira, 1 de agosto de 2014
Autora: Julia Quinn
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 336
Editor: Edições Asa
ISBN: 9789892327785

Sinopse:
Sir Phillip sabia que Eloise Bridgerton tinha já 28 anos e era, pois claro, uma solteirona. Foi por isso mesmo que pediu a sua mão em casamento. Sir Phillip partiu do princípio de que Eloise estaria desesperada por casar e não seria exigente ou caprichosa. Só que… estava enganado. No dia em que ela lhe aparece à porta, torna-se óbvio que é tudo menos modesta e recatada. E quando Eloise finalmente para de falar, ele percebe, rendido, que o que mais deseja é… beijá-la.
É que, quando recebeu a tão inesperada proposta, Eloise ficou perplexa. Afinal, nem sequer se conheciam pessoalmente. Mas depois… o seu coração levou a melhor e quando dá por si está numa carruagem alugada, rumo àquele que pensa poder ser o homem dos seus sonhos. Só que… estava enganada. Embora Sir Phillip seja atraente, é certo, é também um bruto, um rude e temperamental bruto, o oposto dos gentis cavalheiros que a cortejam em Londres. Mas quando ele sorri… e quando a beija… o resto do mundo evapora-se e Eloise não consegue evitar a pergunta: será que este pesadelo de homem é, afinal, o homem dos seus sonhos?


Opinião:
Adoro esta saga! É capaz de ser a minha saga favorita dentro do género. É tudo perfeito, desde a escrita da autora, passando pelos personagens e a acabando nas situações hilariantes descritas ao longo da narrativa. Esta é daquelas autoras que mal sei que irá sair um novo livro dela, não resisto a lê-lo de imediato. É uma daquelas autoras que é o meu calcanhar de Aquiles, e praticamente me babo sempre que sai um novo livro dela.

Eloise sente-se sozinha desde que a sua amiga Penelope casara com o seu irmão. Apesar de saber ser uma solteirona e não ter problema algum com isso, sempre imaginara que teria Penelope ao seu lado e que envelheceria com ela, no meio das suas conversas interessantes e muito divertidas. Mas desde que esta casara com o seu irmão favorito, Eloise percebera que não queria ficar sozinha para sempre e que queria um marido que a adorasse e a tratasse com a mesma adoração que os seus irmãos tratam as mulheres.

Por um triste infortúnio do destino (ou seria feliz?), uma prima sua falecera e Eloise entra em contacto com o marido para lhe dar os seus pêsames. Mas uma primeira carta acaba por se tornar algo mais, até que finalmente esta vai conhecer o homem que começara a adorar através da estranha onda de correspondência. Um homem que ao vivo acaba por ser bem mais solitário e brusco do que ela esperava embora com um coração de ouro e um grande amor pelos seus filhos.

Adorei este livro!! Gostei tanto da maneira de ser de Eloise. Uma Bridgerton de alma e coração. Alguém divertido, sorridente, inteligente e muito perspicaz, Eloise tem um grande gosto pela vida e sabe bem o que quer, não tendo medo de fazer frente aos obstáculos no seu caminho. Phillip por outro lado é um homem corroído pelo passado, tristonho e que tenta ao máximo esconder as suas mágoas, embora isso o leve a afastar-se dos seus filhos, duas pestinhas muito divertidas e que apesar do pouco tempo que o pai lhes dispensa, adoram-no.

A entrada de Eloise vai alterar muita coisa na vida desta pequena família e essas alterações são todas muito positivas. A casa fica mais alegre, ouvem-se gargalhadas e vêem-se sorrisos. O ambiente torna-se mais ligeiro e o amor está no ar. Não apenas entre Eloise e Phillip mas essencialmente entre estes e os gémeos traquinas. Ao longo da leitura tive a sensação de este livro não se focar tanto na relação de Eloise com Phillip mas mais no passado deste e nos seus filhos. Muitas das ações que ocorrem no livro são pensadas para as crianças, de forma a alegrá-las e a conquistá-las. Acaba por ser este amor pelos dois traquinas que une Eloise e Phillip, sendo que esta vê em Phillip um homem que não sabe expôr os seus sentimentos embora tenha um coração de ouro e Phillip vê em Eloise uma mulher bem diferente da sua ex-mulher. Uma mulher que começa a amar pelo seu sorriso, amor e maneira de ser tão aberta e afável.

Sem dúvida mais uma excelente excursão pela vida de mais um dos irmãos Bridgerton, um matar de saudades que queremos ler rapidamente mas que nos deixa a querer mais e mais. Uma das melhores, se não mesmo a melhor, aposta da ASA dentro do género.

0 devaneios :