Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"A Química do Amor" de Emily Foster

Passatempo #1

Passatempo #1
Até 24 de dezembro

Passatempo #2

Passatempo #2
Até 27 de dezembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sexta-feira, 3 de outubro de 2014
Autora: Jodi Ellen Malpas
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 528
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896575540

Sinopse:
The Manor, o local onde começou a sua história de amor apaixonada, enche-se de convidados para o que deverá ser o dia mais feliz das vidas de Ava e Jesse.
Ela aceitou que nunca conseguirá domar o lado selvagem de Jesse, e também não o deseja fazer. O seu amor é profundo, sua ligação poderosa, mas quando pensa que por fim tudo está bem, de súbito surgem mais dúvidas e perguntas, levando Ava a suspeitar que Jesse Ward poderá não ser o homem que pensa que é. Ele sabe como levá-la para um lugar além do êxtase… mas também a conduzirá ao desespero? É chegada a hora de este homem se confessar.
Amor, intensidade, intriga e desespero na conclusão da trilogia que apaixonou milhares de leitores em Portugal e todo o mundo.


Opinião:
Antes de mais tenho a dizer que esta é uma das minhas capas favoritas das últimas que têm saído de romances eróticos. É muitíssimo simples e consegue mesmo ser sensual, apesar de ser apenas uma simples pena. Melhor, não é uma simples pena, é uma pena de pavão, um animal que embora eu ache assustador, também ache lindíssimo! O último romance foi dos poucos das últimas trilogias que tenho lido que ainda deixou pontas soltas. É verdade que não foram muitas, mas o simples facto de termos visto como Ava se sente desconfortável com o casamento ser realizado no The Manor, deixou sempre algo para falar no livro seguinte.

Jesse e Ava amam-se. São pessoas extremamente diferentes uma da outra, mas a verdade é que se acabam por completar e é isso que os leva a querer casar o mais rapidamente possível, uma decisão tomada mais da parte de Jesse que não aguenta um segundo sem Ava. Os preparativos estão feitos, as pessoas estão a postos para esconder dos convidados a verdade sobre aquele casarão gigante e belíssimo onde o casamento será realizado. Os pais de Ava finalmente conhecem a peça que Jesse é e apesar de verem como este é extremamente controlador da filha, acabam por não conseguir negar o grande amor que lhe vêm nos olhos sempre que olham para ele.

Mas tal não é o suficiente e apesar de todos os esforços do casal, a verdade é que existem ainda muitos segredos entre eles que podem arruinar a relação que têm. Uma relação que em nada se parece com muitas outras, o que acaba por complicar ainda mais o que existe entre eles. Os segredos do passado são poderosas granadas e quando Ava descobre que existe muito mais em Jesse do que inicialmente desconfiava, o melhor para ambos é afastarem-se um pouco e pensarem no que querem.

Este livro dividiu-me imenso. Apesar de ser uma leitura viciante, o que fez com que eu não largasse o livro enquanto não o terminasse, há certos pormenores que me incomodam imenso na escrita e mesmo na caracterização dos personagens, tanto Ava como Jesse. É um livro que tem uma linguagem muito normal e quotidiana, mas quando chega às partes de sexo... As coisas mudam totalmente de figura. Passamos para uma linguagem crua e que para muitos pode ser mesmo considerada um tanto ou quanto asneirenta. Essas partes fizeram-me imensa confusão.

Outra coisa que me confunde. Como é que é possível casarmos com um homem que fica chateado se a nossa opinião for diferente da dele? Que faz de tudo para engravidarmos porque tem medo que, sem nada que nos ligue a ele, o abandonemos? Que decide levar a sua SEMPRE avante mesmo quanto não tem razão? E que diz imensas asneiras mas que se nós dizermos asneiras, se passa totalmente e fica profundamente chateado? São estas as coisas que me fazem confusão em Jesse. E o pior é Ava aceitar tudo. Ou então fica chateada uns dias mas depois de uma boa noite de sexo de reconciliação está tudo bom de novo.

Eu sei que esta narrativa é fição, mas são coisas que me fazem imensa confusão. Como uma relação tão doentia pode ser representada em papel como se fosse algo tão normal. Como pode ser tão bem aceite. E depois a parte estranha (em que me incluo a mim mesma), como é possível que apesar de saber que tal relação é doentia e das inúmeras falhas das personagens, fique presa a estes livros da primeira à última página?

Sim, porque apesar de todos os contras é um livro que prende os leitores, que nos faz ficar preocupados com os protagonistas, com o que lhes poderá acontecer. Com o que estes poderão sofrer e como irão fazer as passes. É um livro viciante que não nos permite pensar em mais nada enquanto nos envolvemos no seu mundo.

Um livro que apesar dos protagonistas recomendo. Leiam e digam-me se não é verdade? Que apesar dos inúmeros contras, acabamos por querer continuar a ler sem parar?

0 devaneios :