Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"O Código da Morte" de Lindsay Cummings

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sábado, 3 de janeiro de 2015
Autora: Lauren DeStefano
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 296
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896575427

Sinopse:
Após ter suportado o que há de pior em Vaughn, Rhine encontra um improvável aliado no seu irmão, um inventor excêntrico chamado Reed. Obtém refúgio na sua casa em ruínas, apesar de as pessoas que deixou para trás se recusarem a permanecer no passado. Enquanto Gabriel assombra as memórias de Rhine, Cecily está determinada a continuar ao lado de Rhine, embora os sentimentos de Linden estejam ainda divididos entre ambas.
Entretanto, o crescente envolvimento de Rowan na resistência clandestina obriga Rhine a procurá-lo antes que faça algo de irremediável. Mas o que descobre pelo caminho tem implicações alarmantes no seu futuro e no passado que os pais nunca tiveram oportunidade de lhe explicar.


Opinião:
Queria tanto ler este livro! Depois do final do segundo livro da trilogia esperei ansiosamente para que saísse o terceiro e último. O fim da coleção. Queria saber como terminaria tudo para Rhine. A desculpa de Vaughn para todo o mal que fez. A relação entre Rhine e Linden agora que esta lhe decidira contar toda a verdade... Estes são vários pontos que queria ver discutidos neste livro. Pontos esses que foram todos respondidos, embora nem sempre da forma mais satisfatória.

Rhine consegue fugir do pesadelo em que se encontra. Encarcerada durante diversos meses, alvo das mais diversas experiências, é quando foge que descobre que o seu irmão ainda estava vivo. Vivo e de boa saúde, sendo um dos principais chefes nas mais recentes revoltas que estão a ocorrer em volta de todo o globo. Decidida a encontrar o seu irmão, Rhine tenta que a deixem em paz, mas Cecily, a sua irmã-noiva, precisa do apoio dela mais do que nunca e Linden apesar de dizer que já não quer saber de Rhine, continua a adorá-la e esta tem um lugar muito especial no seu coração.

Fugidos e escondidos de Vaughn, mesmo assim este encontra-as e ameaça-as (de forma muito subtil), para se juntarem a ele. Mal sabiam que o objetivo que tinham a cumprir, encontrar o irmão de Rhine, estava mais próximo e mais relacionado com Vaughn do que todos pensavam.

Não sei o que dizer sobre este livro. Acho que de toda a coleção foi o livro mais fraco. Um livro que se lê muitíssimo bem, essencialmente devido ao talento inato da autora para colocar sentimentos em papel, mas que acaba por pecar na velocidade de toda a ação. Se inicialmente a ação me pareceu muito lenta, com o pára arranca entre as decisões de Cecily, Linden e Rhine, no final achei que foi tudo muito apressado. As ações não foram explicadas correctamente, nem os sentimentos das personagens enquanto faziam o que faziam.

Houve mortes que apareceram do nada e que nem atingiram as outras personagens assim tanto quanto eu estava à espera. A relação entre Rhine e o irmão, que inicialmente parecia tão forte, pareceu-me mais a relação de dois conhecidos que já não se viam há imenso tempo. Com medo de falarem um com o outro, de serem sinceros nas suas opiniões, especialmente Rhine. E este foi um dos pontos que mais me confundiu. Para uma pessoa que lutou tanto para estar ao lado do irmão, uma pessoa que ao longo da trilogia se distinguiu por ter fortes opiniões próprias, neste livro acaba por ficar muito caladinha para não "piorar" as coisas. Não diz quem é realmente Vaughn ao irmão, não lhe conta o que este lhe fez, não conta como foi parar às mãos de Linden como uma escrava.

Este foi um daqueles livros em que não há aprofundamento algum das personagens, que lemos porque queremos saber como termina a trilogia e como irão ficar as personagens no fim. Para além de não aprofundarem as personagens as suas ações não são explicadas, as mortes são rápidas e pouco faladas e pareceu-me um final apresado, como se a autora tivesse que escrever um final e não soubesse ainda bem como queria desenvolver as coisas, o que foi pena, pois era uma história com grande potencial para o final. Nem a relação de Rhine com Gabriel foi desenvolvida...

Um final que me desiludiu, embora tenha passado umas boas horas na companhia deste livrinho. Aconselho lerem a trilogia do início ao fim, mas não esperem um final excepcional.

0 devaneios :