Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"A Derradeira Ilusão" de Diane Chamberlain

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

domingo, 15 de fevereiro de 2015
Autora: Megan Maxwell
Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 424
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896575953

Sinopse:
Yanira muda-se para Barcelona e começa a trabalhar como camareira num cruzeiro de férias.
No navio também está Dylan, um atraente empregado da secção de manutenção que quase nem lhe liga.
O que ela não sabe é que ele a observa mais do que pensa e, apesar dos mal-entendidos que surgem entre eles, a atracção que sentem fá-los-á encontrarem-se e partilhar um sem-fim de jogos mórbidos, divertidos e sensuais.


Opinião:
Esta já uma autora conhecida do público. Com personagens fortes, determinadas e muito espanholas, Megan Maxwell conquistou o público português. Admito que gostei dos livros dela, mas não os achei nada de mais, antes pelo contrário, achei as personagens demasiado soltas, demasiado independentes, de um modo muito exagerado e nada credível. Apesar disso, quando recebi este livro decidi apostar de novo na autora. Já passara algum tempo desde que tinha lido os livros anteriores e as pessoas melhoram, por isso tinha esperança que a personagem principal, apesar de forte, não fosse tão exagerada.

Yanira tem uma voz lindíssima. Era educadora de infância, mas quando estavam a dispensar pessoal tivera o azar de ser uma das escolhidas. Assim decide apostar na sua voz, o único talento que considerava ter para além de ensinar. É uma mulher que não quer relacionamentos sérios e chegam-lhe as relações rápidas e carnais que costuma ter. O total oposto da sua melhor amiga, que está numa relação há anos e que se iria casar brevemente. Mas o casamento nem sempre é igual ao namoro e a amiga de Yanira depressa descobre isso. Decidida a mudar de vida, liga a Yanira e informa-a que arranjara trabalho para ambas num lindíssimo cruzeiro que irá passear em redor do mundo durante diversos meses.

Acabando ambas por integrar a tribulação do cruzeiro, mudam totalmente de maneira de ser. Yanira fica de olho imediatamente em Dylan. Um rapaz lindíssimo mas muito casmurro que lhe envia constantemente sinais contrários. Ora parece que a namorisca, ora a manda para trás! A amiga de Yanira decide aproveitar a nova liberdade recém adquirida e passa a andar com tudo o que tem calças! Uma aventura que tão depressa não iriam esquecer.

Admito, a autora admirou-me neste livro. Embora continue sem considerar o melhor dentro do género, sem dúvida alguma que houve melhoria nas personagens. Não achei a personalidade de Yanira tão exagerada como a da antiga personagem principal da única trilogia que conhecia da autora. Yanira apesar de ter uma personalidade forte e muita confiança em si mesma, não está constantemente a exagerar nesse facto, além de que não costuma atirar-se a tudo e mais alguma coisa que tenha calças, sendo mais seletiva e um pouco (não muito, mas um pouco) mais reservada do que a personagem da trilogia anterior.

Dylan é uma personagem que está pouco aprofundada neste romance e espero ver esse pequeno erro corrigido nos próximos livros da trilogia. Sabemos que é um homem que apenas queria passar despercebido, acabando por ser funcionário de um cruzeiro para fugir da sua família, pois Dylan acaba por admitir, mais tarde, pertencer a uma família imensamente rica, sendo um magnata que está constantemente nas capas das revistas acompanhado pelas mulheres mais bonitas do mundo.

São um casal cuja dinâmica gostei e apesar de ser uma relação rápida acaba por ser aprofundada, dando para perceber que a atração foi crescendo devido às picarias constantes entre as personagens. Foi um livro que deu para descontrair depois do livro forte que tinha lido anteriormente e passei um bom bocado com a sua leitura.

Recomendo a quem gosta do género, pois sem dúvida que irão gostar.

0 devaneios :