Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Conhecessem a Minha Irmã..." de Michelle Adams

Passatempo

Passatempo
Até 3 de Setembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015
Autora: Emma Chase
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 224
Editor: TopSeller
ISBN: 9789898800039

Sinopse:
Ela é linda e ambiciosa. Ele é atraente e convencido. Juntos formam um par incrível. Mas algo inesperado vai deixá-los enrolados em mal-entendidos sem fim!
Katherine Brooks sempre foi metódica e cautelosa. Até ao dia em que conheceu Drew Evans, o seu atual namorado, um homem persistente e muito seguro de si.
Juntos formam um casal ambicioso, dedicado às suas carreiras, mas que nunca perde uma oportunidade para desfrutar das delícias da vida a dois. Até que surge um contratempo que abala a relação, e o conto de fadas transforma-se numa crise conjugal.
Ela muda-se para casa da mãe, e ele faz tudo, mas mesmo tudo, para a esquecer… Poderá uma série de mal-entendidos pôr fim ao romance mais tórrido de sempre?
Enrolados é a tão esperada continuação de Envolvidos, que segue a história sexy e hilariante de um casal que vive enredado nos sobressaltos e nas peripécias do amor.


Opinião:
Após ter lido o primeiro livro desta coleção, onde conhecemos o divertido e mulherengo Drew Evans, um homem como qualquer outro que, de um momento para o outro, fica totalmente caidinho por uma rapariga que não faz de forma alguma o seu género. Assertiva, inteligente e engraçada, Katherine não é a mulher dos sonhos de Drew, mas Drew não consegue parar de pensar nela. E no último livro acompanhámos a história destas duas personagens do ponto de vista de Drew, o que foi fantástico e muito divertido. Foi essa a razão para querer ler a continuação.

A relação de Katherine e Drew continua de vento em popa. Vivem juntos, sabem o que querem da vida e lutam para consegui-lo. Juntos são uma das grandes equipas da companhia, conseguindo obter acordos em todos os negócios em que entram. Numa altura em que tudo parecia correr bem, Katherine acaba por adoecer, tendo até que tomar antibióticos. Apesar de Drew tratá-la com carinho e cuidado, o casal não consegue resistir um ao outro, mesmo com a doença no meio... O problema? Ambos se esqueceram que antibióticos e a pílula não são propriamente os melhores amigos e continuam ser o compreender por muito tempo! Sendo inclusive a médica que acaba por informar Katherine do que acontecera...

Mas seguindo em frente... Desconfiando que está grávida devido aos constantes enjoos que tem todos os dias de manhã, Katherine decide ir a uma consulta, para confirmar o seu estado antes de falar com Drew. Mal sabe ela que tal era o pior que podia fazer... Tratando a médica por uma alcunha deveras masculina, mal entendidos acabam por se colocar no meio da relação destes dois estranhos, mas muito reais, personagens!

Este foi um livro que embora eu tenha gostado imenso, ficou um pouco aquém das expectativas. No livro anterior a narrativa era toda do ponto de vista de Drew e eu apaixonei-me por esta personagem. Pelo seu humor corrosivo, pela descrição fantástica que a autora faz dele... Katherine também tem um forte sentido de humor, uma maneira de ser que prende o leitor... Mas temos que ser sinceros... Katherine não é Drew.

Apesar disso esse não foi o grande problema do livro, o grande problema foi a confusão que houve entre Katherine e Drew, uma conversa que não fazia sentido algum e achei um pouco idiota eles não terem compreendido que estavam a falar de coisas totalmente diferentes! Drew acreditava que Katherine o tinha traído e Katherine acreditava que Drew a poderia trair assim do nada, querendo que esta abortasse... Sendo duas pessoas que se conhecem e se adoram, confiando uma na outra acima de tudo... achei um pouco estranho as desconfianças que apareceram do nada.

O que torna o livro tão bom? A escrita da autora... fluída, com um humor picante e divertidíssimo. As personagens, apesar de o mal entendido ser muito idiota, acabam por nos prender e torcemos para que tudo corra pelo melhor e o mais rapidamente possível. É uma autora que irei seguir e é uma coleção que espera que tenha continuação. Quero mesmo saber, de preferência do ponto de vista de Drew, como é ser pai. Aposto que seria um livro espectacular!!

Recomendo! Vão soltar imensas gargalhadas e divertir-se como há muito não fazem. Um livro fantástico para relaxar.

0 devaneios :