Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"O Amor que Nos Une" de Megan Maxwell

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quinta-feira, 26 de março de 2015
Autora: Colleen Hoover
Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 304
Editor: TopSeller
ISBN: 9789898800312

Sinopse:
Holder é um adolescente em busca da sua melhor amiga, Hope, a quem voltou costas um dia, há treze anos. O mesmo dia em que ela foi raptada e levada para sempre. Quando uma tragédia envolve a irmã gémea de Holder, Less, a necessidade de encontrar Hope torna-se mais forte do que nunca. Holder sente-se diariamente perseguido por fortes sentimentos de culpa, e os remorsos que sente por não ter conseguido ajudar nem a sua irmã, nem Hope, são devastadores.
Quando um dia, inesperadamente, se cruza com uma rapariga que se parece com Hope, Holder vai fazer tudo para se aproximar dela a fim de reencontrar a paz de que tanto necessita. Mas porque insiste Hope em dizer que se chama Sky e que não o conhece? E, por outro lado, porque sente Holder que esta rapariga, que o rejeita e se tenta afastar, precisa tanto dele quanto ele precisa dela?
Uma Nova Esperança (Hope) narra pela voz de Holder um reencontro que trará memórias há muito esquecidas e que revelará verdades que poderão doer demasiado. Para alcançarem a paz e a felicidade, Holder e Hope terão de encarar a mais dolorosa e íntima das memórias. Conseguirão ambos traçar um caminho juntos após desenterrarem um passado tão difícil? E será o amor de Hope a chave para uma nova esperança na vida de Holder?


Opinião:
Adorei o primeiro livro desta duologia. Um livro de young adult com muito romance, problemas do passado e tragédia. Um livro romântico em que o par acaba por se ajudar mutuamente a ultrapassar os fantasmas do passado. Admito que inicialmente não me apetecia muito ler este livro. Afinal de contas a história é a mesma, o que muda é o narrador. Mas de qualquer forma decidi apostar. Queria saber mais sobre Holder, adorei a capa do livro e gosto imenso da editora TopSeller, por isso não resisti.

Holder traz imensos fantasmas do passado. O que se lembra melhor foi quando perdera de vista a sua melhor amiga e esta desaparecera para todo o sempre. Agora surgiu um novo fantasma, a sua irmã acabara de se suicidar. Nunca ninguém pensara que ela tinha problemas, nunca ninguém se tinha apercebido que pensamentos destrutivos habitavam-lhe a mente. Mas quando Holder encontra-a morta no seu quarto, não sabe como reagir. Acaba por perder imensas semanas de aulas e quando regressa todos falam das sua irmã pelas costas. Chamam-lhe tudo e não se inibem a dizê-lo à sua frente. Farto de todas as bocas acaba por atacar um colega, sendo preso temporariamente pelo distúrbio que havia feito.

Um dia, quando sai do supermercado encontra uma rapariga que lhe recorda a amiga raptada. Uma rapariga lindíssima e muito simpática, acabando por se tornarem grande amigos. Quando mais se aproxima de Hope, a tal rapariga, mais se sente à vontade para se abrir com ela e contar os seus segredos. Mas quando todas as provas dizem que Hope é a rapariga que havia desaparecido há diversos anos, tudo muda e Holder compreende que não pode continuar a esconder mais o quer sabe.

Admito que gostei mais deste livro do que esperava. Estava com receio de, por ser a mesma história, achasse um livro repetitivo e acabasse por me fartar do que estava a ler. Mas tal não aconteceu. Por ser do ponto de vista de Holder, o livro acaba por não ser em nada repetitivo, pois não nos centramos nos problemas de Hope, mas sim em tudo por que Holder passa. Compreendemos o que ele sentira ao conhecer Hope, ao encontrar a irmã morta, ao tentar defender a defesa da sua irmã gémea na escola.

Quando ele conhece Hope acaba por encontrar alguém que o compreende. Acaba por se sentir feliz como há imenso tempo não sentia. Achei o livro do ponto de vista de Hope (o livro anterior) menos forte do que este. No primeiro livro centramos-nos no romance, neste centramos-nos na perda de alguém que nos é próximo e que amamos. São conceitos muito diferentes, apesar de a história acabar por ser a mesma.

Apesar de a história fundamentalmente ser a mesma, este livro acaba por ser muito diferente do primeiro. Aconselho!

0 devaneios :