Quem sou eu?

A minha foto

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Um Dia em Dezembro" de Josie Silver

Passatempo

Passatempo
Resultado!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quarta-feira, 29 de agosto de 2018
Autores: Arto Halonen e Kevin Frasier 
ISBN: 9789897770722
Edição ou reimpressão: 06-2018
Editor: Editorial Planeta
Páginas: 304

Sinopse:
Baseado numa história verídica.
O caso Hardrup-Nielsen é único. Foi a primeira vez que um júri condenou alguém por ter usado sugestão hipnótica para induzir outra pessoa a cometer assaltos e assassínios.
Em 1951, um homem caminha pelas ruas de Copenhaga como se estivesse sem rumo. Palle Hardrup dirige-se para um banco dispara contra o gerente e um funcionário e foge com o dinheiro. Quando é preso e interrogado afirma não se lembrar de nada e as testemunhas oculares corroboram que ele parecia estar numa espécie de transe.
O investigador Anders Olsen descobre que quando Palle cumpria pena de prisão esteve na mesma cela do carismático Björn Nielsen. Juntos, fizeram yoga e meditação - e Olsen começa a suspeitar que Nielsen o hipnotizou e lhe ordenou que roubasse o banco. Anders também suspeita que Nielsen é o misterioso Anjo-da-Guarda, que Palle afirma que lhe envia mensagens de Deus.
Mas este homem foi um ex-colaborador nazi e tudo indica que de facto alguém quer que arque com as culpas. Quanto mais investiga mais a sua saúde mental começa a entrar em colapso com as maquinações que vai descobrindo e com a hipótese aterradora de alguém poder manipular outra pessoa para cometer um crime.


Opinião:
Curiosa após ler a sinopse, e presa pela estranha e bonita capa, acabei por começar a ler este livro por procurar algo mais sério do que as minhas últimas leituras, por querer "algo mais" para além dos romances que andava a ler. Baseado numa história verídica que me deixou boquiaberta.

Um banco é assaltado de uma forma profissional e muito calculada. O assaltante sabe perfeitamente o que quer, o que tem que fazer e quando o tem que fazer. Não ouve nada nem ninguém, faz tudo de forma automática e como se tivesse decorado um livro de instruções. Quando o assaltante é apanhado pela polícia este afirma a pés juntos que não se lembra de ter feito tal assalto e nem sabe porque o terá feito! De imediato isso cheira a esturro a Anders Olsen, o investigador principal do caso, mas todos teimam que o assaltante apenas está a tentar safar-se.

Mas nem tudo o que parece é, e começamos a seguir Anders à medida que novas pistas vêm ao de cima, pistas que apontam para a hipnose!! Mas como testar a teoria? E como a provar em tribunal?

Depois de ler este livro apenas pensei... realmente há sempre coisas que nos podem surpreender. Após esta leitura ainda fui pesquisar mais sobre este assunto na internet e fiquei maravilhada. Antes de mais tenho que dizer-vos que não sou uma pessoa de "acreditar" sem ver para crer. Sou muito analítica e preciso de provas palpáveis para acreditar em algo, por isso este caso intrigou-me. 

Acredito que a hipnose poderá funcionar, mas não em qualquer pessoa. Acredito que funcione em alguém que acredite nela, que esteja cansado ou em baixo por algum motivo. Por essas causas sim, acredito que possa resultar, mas tal como disse não em qualquer pessoa. Neste romance que é baseado numa história verídica, somos levados a esse ponto em que apenas queremos saber como provar o que não é possível (à partida) de provar. O que fazer, como agir, a quem recorrer!

É um livro que desde o início sabemos qual a história e o seu final, mas o que me interessou e prendeu foi precisamente a busca por estas perguntas, como saber que é real? Como arranjar forma de provar? Foi um livro diferente dos que estava a ler mas que gostei imenso! A natureza humana é fantástica e este livro acaba por a explorar. Recomendo que o leiam e fiquem a pensar nestas questões, que achei muito interessantes!

Um livro que podia ser um relato chato mas que acaba por ser um livro com um bom ritmo, boa escrita e personagens que nos prendem do início ao fim! Recomendo.

0 devaneios :