Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Se Conhecessem a Minha Irmã..." de Michelle Adams

Passatempo

Passatempo
Até 3 de Setembro

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

segunda-feira, 2 de setembro de 2013
Autora: Tara Sue Me
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 280
Editor: Lua de Papel
ISBN: 9789892324180

Sinopse:
Abby tem uma fantasia secreta. Em Nova Iorque toda a gente sabe quem é Nathaniel West, o sedutor milionário que controla as West Industries. Mas poucos conhecem o seu segredo: ele é um dominador terrivelmente sexy, extremamente exigente. E procura uma nova submissa.
Abby é uma bibliotecária, tem uma vida cinzenta, anseia por mais - todo um mundo de prazeres de que ouviu falar mas que nunca ousou experimentar. E tem uma dívida antiga para com Nathaniel, que ele próprio desconhece. Ela oferece-se a medo, promete satisfazer-lhe os mais recônditos desejos. E após um tórrido fim-de-semana a dois, Abby não tem dúvidas: quer mais, muito mais, nem que para isso tenha de se submeter às condições impostas pelo seu novo Mestre… Mas até onde será capaz de ir? Num jogo de paixão e poder, onde aos poucos o amor se insinua, Abby vê-se perante um dilema: face à frieza e distância de Nat, ela teme que o coração dele esteja fora do seu alcance - ou que o seu próprio coração esteja para sempre perdido.
Muito antes de As Cinquenta Sombras de Grey, 8 milhões de leitoras ávidas devoraram a trilogia A Submissa, que continuará com O Dominador e A Iniciação.


Opinião:
Agora espero sempre até ler outra opiniões antes de me decidir se irei ou não ler outro livro deste género. E a verdade é que este livro tinha muito boas opiniões. Para mim? Apenas a segunda metade do livro se aproveita, sendo a primeira cheia de sexo, cenas sem sentido e cliché. Já a segunda parte podemos dizer que é um romance no real sentido da palavra.

A família de Abby foi ajudada há alguns anos por um milionário de Nova Iorque. Através de um donativo conseguiram manter a casa e melhorar as suas vidas em muitos sentidos. Esse milionário tinha o nome de Nathaniel West, conhecido por ser lindíssimo, sexy e muito bom no seu trabalho. Para aqueles que o pesquisam em maior pormenor é também conhecido por ser um dominador nas suas relações sexuais.

Durante todos estes anos desde que Nathaniel ajudara a sua família, Abby após ter descoberto as suas preferências sexuais só pensava numa coisa. Em tornar-se submissa para o magnata milionário. Algo que conseguiu e cuja posição estava decidida a manter. Mas a relação apenas sexual acaba por se tornar numa relação amorosa que Nathaniel não esperava e que Abby desesperava por ter.

A primeira metade do livro é só sexo. Sexo puro e cru, sem haver preocupação com as emoções e necessidades. É uma parte do livro que até "contratos" temos, onde temos dietas restritas e horas de sono programadas a fim de o fim de semana ser muito produtivo.

Mas a partir da outra metade do livro ficamos admirados pela alteração do percurso que o livro leva. Podemos dizer que se transforma de um romance cru num romance a sério. Um romance onde as duas personagens principais se conhecem a sério, se acabam por apaixonar e por ter uma relação normal e foi essa a parte do livro que me surpreendeu e que eu gostei de ler.

A escrita da autora é muito simples e fácil de acompanhar, o que faz com que a leitura seja rápida e acaba mesmo por nos prender - essencialmente na segunda parte do livro -, e só conseguimos parar de o ler quando acabarmos. As personagens não são para mim suficientemente aprofundadas. Sentia falta de saber mais sobre o magnata e Abby, mas esse "vazio" de informação foi preenchido pelo seu romance e as inseguranças dos personagens.

Um livro que até é engraçado, mas de todas as opiniões que li esperava algo muito melhor e algo diferente do normal, algo que na realidade só acontece devido à mudança brusca de tom do livro.

0 devaneios :