Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"A Derradeira Ilusão" de Diane Chamberlain

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

quarta-feira, 16 de julho de 2014
Autora: Irene Cao
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 256
Editor: Suma de Letras
ISBN: 9789896722623

Sinopse:
O amor é uma arte que não precisa de regras. Elena virou a página. Os dias de paixão e loucura que viveu com Leonardo fizeram dela uma mulher forte, levaram-na até ao lado obscuro do prazer, mas hoje são apenas uma recordação difusa que passa de vez em quando pela sua mente. Agora, Elena sabe o que quer para a sua vida e escolheu Filippo: por ele abandonou Veneza e mudou-se para Roma. A vida que têm em comum é praticamente perfeita. Mas é impossível esquecer o passado quando o destino tem outros planos. Basta um encontro casual entre Elena e Leonardo para mostrar que a sua história não tinha terminado. Elena nunca poderia imaginar que o restaurante escolhido por Filippo para comemorar o seu trigésimo terceiro aniversário… é de Leonardo! Aquele olhar que toca o coração de Elena e um único beijo, roubado na cozinha do local, bastam para reacender o fogo que, afinal, não se extinguira. Mas desta vez é diferente: não há regras, não é preciso ocultar o amor, e o sexo deixa de ser uma mera procura de prazer para se converter no encontro de duas almas que se pertencem. Até que o segredo mais inconfessável de Leonardo sai à luz e Elena vê-se obrigada a decidir se está disposta a pagar um preço tão alto…


Opinião:
As capas destes livros não me são mesmo apelativas. Pelo menos eu olho para elas e por alguma razão a vontade de ler o livro esmorece, não me apetecendo de forma alguma continuar a ler. Já a sinopse acaba por me chamar a atenção. Além disso, depois do final do último livro, queria mesmo ler a continuação para descobrir como iria ficar a relação entre Elena e Leonardo.

Elena tinha tomado uma decisão. Queria de uma vez por todas ter uma vida normal. Não queria mais aventuras sexuais, embora saiba que estas alteraram e muito, a sua maneira de ser para alguém melhor. Mais livre, divertida e confiante em si mesma. Algo que embora esteja agradecida por ter acontecido, sabe que poderia ter acontecido de outra forma, sem tamanho sofrimento.

Tendo decidido ficar com o seu namorado de longa data, uma relação segura e com uma pessoa que sabe ser confiável, Elena vai para Roma, onde arranja trabalho a recuperar uma obra centenária na companhia de uma mulher resmungona que decide implicar com tudo o que ela faz, embora Elena saiba que essa mulher é uma verdadeira mestre no que faz, sendo melhor para si mesma ser uma aprendiz exemplar. Mas para alegrar o seu dia, um rapaz que estuda arte começa a aparecer todos os dias na capela em que Elena está a trabalhar. Um rapaz novo que se encanta de imediato com Elena, com os seus conhecimentos artísticos e com a maneira de ser leve e suave. Mas com a paixoneta do estudante Elena consegue bem, é um coração novo, não sabe bem ainda o que é amar loucamente, mas quando vê de novo Leonardo é o seu coração que tem que resguardar. Um coração que já sofrera demasiado nas mãos daquele homem, mas que ainda o amava.

Acabei por gostar deste livro mais do que o primeiro. Provavelmente porque finalmente temos uma janela para a verdadeira personalidade de Leonardo, embora este vislumbre fosse essencialmente no final do livro, o que provavelmente quer dizer que Leonardo será muito aprofundado no último livro. Achei imensa graça à paixoneta do estudante por Elena. Um estudante que acaba por saber mais dos seus sentimentos do que a próxima, sendo muito observador das suas ações e achei-o muitíssimo querido. A maneira de ele agir em redor de Elena, de forma tímida e sonhadora, achei mesmo querido e um ponto positivo no livro.

Também gostei do facto de finalmente Elena ter desistido de mentir a si mesma e ao namorado, Filippo. Eu gosto da personalidade de Filippo e tinha imensa pena porque qualquer leitor se apercebia que Elena gostava muito mais de Leonardo e não o esquecia, por muito que conseguisse. Por isso tinha imensa pena desta personagem pois Elena não estava a magoar-se apenas a si mesma, mas ao homem que a adorava acima de tudo e todos.

O final de Leonardo, admito que não estava à espera. Estamos tão habituados a que normalmente os segredos destas personagens estejam relacionados com segredos passados, que esquecemos que o presente também é importante e pode alterar uma pessoa. Um final que me despertou a atenção para o próximo livro, que espero vir a ler!

0 devaneios :