Quem sou eu?

A minha fotografia

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"A Derradeira Ilusão" de Diane Chamberlain

Passatempo

Passatempo
Resultado!!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014
Autores: John Green e David Levithan
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 308
Editor: Edições Asa
ISBN: 9789892328553

Sinopse:
Evanston não fica muito longe de Naperville nos subúrbios de Chicago, mas os jovens Will Grayson e Will Grayson bem que podiam viver em planetas diferentes. Quando o destino os leva à mesma encruzilhada, os Will Graysons veem as suas vidas a sobreporem-se e a seguirem novas e inesperadas direções. Com um empurrão de amigos novos e velhos - incluindo o enorme e enormemente fabuloso Tiny Cooper, jogador ofensivo na equipa de futebol americano da escola e autor de musicais - Will e Will embarcam nas suas respetivas aventuras românticas e na produção épica do musical mais extraordinário da história.


Opinião:
Juro que continuo sem compreender o efeito que John Green tem sobre mim. Embora não seja uma fã louca como muitas pessoas que já conheci e, embora os seus livros não me deixem uma impressão de serem os melhores do mundo, há sempre alguma coisa que me puxa para os seus novos livros. Acho que poderá ser a curiosidade em saber que problema de adolescentes o autor decidira explorar dessa vez e como o fizera, pois acho que é esse o seu talento. Agarrar num tema que todos nós pensamos já ter travado conhecimento de todas as formas possíveis e arranjar uma nova forma, mais imaginativa que todas as outras.

Will Grayson é um rapaz supostamente normal. Tem amigos que adora, uma família perfeita e uma vida que, mesmo arranjando um ou outro problema, continua a ser perfeita de todos os ângulos. É o melhor amigo do rapaz mais homossexual da escola e tem um fraquinho pela rapariga com quem brincara durante toda a sua infância. Já o outro Will Grayson, que vive literalmente no outro estado, é um rapaz calado e solitário que vive longe de tudo e todos, algo que poderá estar relacionado com o estar na "fase do armário", tanto pela fase da adolescência como por se ter apercebido que é homossexual e não saber como lidar com isso. Tendo apenas uma única amiga real, de quem se quer afastar a todo o custo, tem outro amigo virtual. Um rapaz por quem tem uma paixoneta e com quem se quer encontrar, para saber quem este é na realidade.

Este é um livro que acaba, pelo menos na minha opinião, por não ser sobre nenhum dos Will's. Eles são as rodas dentadas de toda a ação, são eles que guiam toda a narrativa e que nos guiam para a verdadeira história. Admito que inicialmente me parecia que a ação não se desenvolvia de forma alguma. Will para aqui, Will para ali, vida horrorosa de ambos os lados, embora fosse bem visível qual o Will com a pior vida. Problemas amorosos de ambos os lados, problemas esses que pareciam não ter fim.

A verdadeira história começou quando o Will que tinha um amigo virtual finalmente arranjara um encontro com esse amigo. Amigo esse que acabara por se demonstrar totalmente diferente do que ele esperava encontrar. É aí então que os dois Will's se conhecem, acabando as suas relações por colidirem de forma muito especial. Acabam ambos por compreender que embora fossem pessoas totalmente diferentes, tinham os mesmos problemas. Escondiam do mundo o seu verdadeiro eu e todos os seus problemas e é graças aos seus amigos que acabam por compreender que essa não é a melhor forma de viver. Esta acaba por ser uma história não sobre os Will's, mas sim sobre os seus amigos, essencialmente o amigo homossexual do primeiro Will.

Um livro que me admirou e até me surpreendeu. Acho que John Green é muito melhor autor quando escreve com outras pessoas. Continua a ter o seu toque em toda a história mas não é um toque tão exagerado como costuma ser. Recomendo.

0 devaneios :