Quem sou eu?

A minha foto

Anteriormente conhecida como v_crazy_girl, a 30 de Agosto de 2014 essa conta foi apagada, tendo assim decidido criar algo mais pessoal e próprio para o blogue literário de longa data.

Na Mesa de Cabeceira...

Na Mesa de Cabeceira...
"Sonhos Proibidos" de Lesley Pearse

Passatempo

Passatempo
Resultados!

Seguidores

Com tecnologia do Blogger.

Facebook

Arquivo do Blogue

sexta-feira, 27 de julho de 2018
Autora: Julie Johnson
ISBN: 9789897419652
Edição ou reimpressão: 07-2018
Editor: Quinta Essência
Páginas: 248

Sinopse:
Assim que o vi, no terminal do aeroporto, soube que era um cretino. Percebi logo que são homens como ele que os pais temem. Arrogantes, maldispostos, mas… de cair para o lado!
Felizmente, não teria de o voltar a ver… ou, pelo menos, foi isso que pensei. 
Não podia prever que o avião ia cair.
Não podia saber que seríamos os únicos sobreviventes. 
Nunca me passou pela cabeça que, um dia, seria ele o meu porto de abrigo.
É que a vida na ilha é uma luta constante. Para sobreviver, mas também para não ceder à tentação. Sei que é errado desejá-lo, por todos os motivos e mais algum. Mas o tempo vai passando, e a carne é fraca…
Eu, a jovem e inexperiente Violet Anderson. e ele, o famoso fotógrafo Beck Underwood.
Se não aparecer alguém para nos salvar em breve, receio que irei mergulhar nele… e morrer afogada…


Opinião:
Que capa fofinha! Adoro as cores, lembram mesmo a praia, a paz das férias e do verão. De uma forma extremamente romântica, verdade seja dita. Uma capa demasiado cor de rosa e romântica para o que realmente se passa neste livro...

Violet arranjou um trabalho antes de ir para a faculdade, a tomar conta das filhas de uma família rica. E o melhor de tudo é que nesse trabalho, para além de ser pago, vai com eles de férias para um destino paradisíaco, estando todas essas despesas cobertas!! Não podia estar mais feliz com a sorte que lhe calhara!

Já Beck é um fotógrafo extremamente famoso que vai para essa zona paradisíaca para se inspirar e fazer a sua arte. Mas quem diria que um fotógrafo que tira foto tão belas e sonhadoras podia ser tão mal disposto? Desde o início que goza e teima em picar Violet e esta desde que tal começa apenas pensa que o melhor a fazer é ignorá-lo e aproveitar aquela oportunidade ao máximo.

Mas tudo o que é bom dura pouco e quando um desastroso acidente do avião em que iam mata todos menos Beck, Violet e um dos empregados de bordo, tudo muda. Têm assim que se aguentar uns aos outros, mesmo tendo personalidades tão diferentes pois essa é a única forma de sobreviverem àquele inferno e de voltarem para casa, confiando uns nos outros e ajudando-se ao máximo.

Foi um livro "soft", apesar de tratar de um assunto sério e com cenas fortes de sobrevivência, algo que pela capa nunca julguei que se fosse falar na narrativa. Gostei do desenvolvimento entre Violeta e Beck, demonstrou um romance que foi acontecendo aos poucos e não algo imediato, o que muitas vezes é o que acontece em livros desde género. Tivemos um grande crescimento nas personagens, espcialmente em Violet. Notou-se como esta cresceu, como aprendeu a sobreviver e o quão determinada era para conseguir avançar em frente uma ilha no meio do nada.

Uma narrativa que li de um só folego, que gostei e que me fazia querer sempre saber mais, como iriam reagir, o que iriam fazer, como o iriam fazer. Uma história que gostei e que recomendo, apesar de informar desde já que a capa (que mais uma fez repito que é lindíssima) faz com que a história pareça mais cor de rosa do que realmente é. Recomendo.

0 devaneios :